sábado, 19 de Abril de 2014

mas afinal isto é algum recado (?)... 'pensões: europa já usa indexadores' [a suécia desde os anos noventa...?]... no sol...!

...

"Na Europa, a Suécia foi o país que mais cedo avançou na indexação das pensões a critérios económicos. No início dos anos 90, fez uma ampla reforma em que os montantes das pensões passaram a ter em conta a evolução média dos salários e da esperança de vida.

Parte das contribuições dos trabalhadores passou a ser canalizada para fundos de investimento e a depender da evolução dos mercados. Quando há um desequilíbrio financeiro entre os activos dos fundos e as despesas com pensões, é feito um ajuste nas pensões. Em 2008, com a crise financeira e a queda das acções, isso reflectiu-se pela primeira vez numa redução nominal das pensões, o que gerou contestação entre os suecos - e uma pronta mudança na legislação para amortecer o corte nas pensões.

Outro país com um sistema indexado à economia é a Alemanha: o cálculo das pensões tem em conta os salários médios e os aumentos anuais são definidos tendo em conta a taxa de crescimento dos vencimentos
."

...

não só isto explica muita coisa [política e governança]... como mostra à saciedade o que 'eles' entendem por reforma no [do] estado [votação na ar das propostas de exclusividade?]... porque cortar 'gorduras'... 'tá quieto...!


no cm 'online'...

e não é que já temos os eleitores... de 'cabeça feita'...!


no cm 'online'...

afinal parece (?) que [já] não é surpresa... pudera, com estes níveis de abstenção...!


no cm...


já agora pode comparar com outra sondagem [de hoje]... aqui.

e disse muito bem... quando o disse...!


no público...

a piada do dia... só pode ser...!


no público...

surpresa (?)... coelhos e ovos da páscoa à solta...!


no dn...


no jn...

quinta-feira, 17 de Abril de 2014

rip... gabriel garcía márquez...!

de quem tive o prazer de ler algumas das suas obras...!



já desactualizado... a esta hora.

do revisionismo histórico...?


não nos ponhamos a pau, não... comunicado do conselho de ministros de 17 de abril de 2014... via portal do governo...!

"1. O Conselho de Ministros aprovou uma proposta de lei que autoriza o Governo a aprovar um novo Código do Procedimento Administrativo, criando novas regras de funcionamento da Administração Pública, de modo a que a satisfação do interesse público e a resolução dos problemas de todos aqueles que com ela se relacionam sejam ditadas pela justiça, segurança, celeridade e eficiência.

É definido o âmbito de aplicação do novo Código do Procedimento Administrativo, reforçando os princípios gerais da atividade administrativa já existentes e aditando novos princípios, reforçando as garantias de imparcialidade e de isenção da Administração no seu relacionamento com os particulares.

Nos tradicionais domínios da atividade administrativa - regulamento e ato administrativo - o novo Código do Procedimento Administrativo consagra, pela primeira vez, o regime substantivo dos regulamentos administrativos.

Ao nível do regime da invalidade do ato introduzem-se modificações mais profundas em matéria de nulidade e aproveita-se para consagrar a distinção entre a revogação e a anulação administrativas há muito reclamada pela doutrina, estabelecendo-se condicionalismos aplicáveis a cada uma destas figuras. 


Em matéria de garantias administrativas, foram introduzidas alterações importantes relativamente à reclamação e recursos administrativos, estabelecendo-se o seu carácter facultativo e regulando-se o incumprimento do dever de decidir."



quarta-feira, 16 de Abril de 2014

interregnos...

vou proceder a uma interrupção [temporária, diga-se] na edição de entradas durante estes próximos dias 'pascais' e [previsivelmente] até ao recomeço das minhas actividades lectivas...

a bem da sanidade mental...

dado que há materiais didácticos à espera de tratamento...

e à necessidade de pôr leituras em dia...

como já sabem há muito para ler... por estas bandas.

estejam à vontade...

educação... para estarem atentos [amanhã]...!


no jornal de negócios 'online'...

à atenção dos professores [ensino artístico]... 'mec agenda negociação de concursos externos extraordinários para as escolas de ensino artístico'... via portal da fenrpof...!

"Depois de ter anunciado publicamente os termos, os critérios e o número de docentes a abranger, o MEC fez chegar à FENPROF, no final do dia 14 de abril, duas propostas de decreto-lei relativas a regimes excecionais de seleção e recrutamento, um de docentes das escolas de ensino artístico especializado da música e da dança e, outro, das escolas António Arroio e Soares dos Reis. Com o envio dos documentos que o MEC havia garantido entregar até 28 de março passado, chegou a convocatória para uma reunião a realizar no próximo dia 22, tendo, alegadamente, como ordem de trabalhos, a negociação dos regimes de concurso.

A FENPROF reitera a exigência do respeito pelas leis que regem as negociações, registando que tal não tem vindo a ser a postura do MEC. Insiste na há muito reclamada vinculação, também, dos docentes do ensino artístico especializado, onde grassa um flagrante abuso no recurso ao trabalho prestado sob contratos a termo, questão que tem sido colocada, com insistência, ao MEC. Relembra, ainda, a obrigação do governo de aplicar a Diretiva 1999/70/CE a todos os docentes, incluindo, como é claro, os do ensino artístico especializado.


Por último, a FENPROF releva, uma vez mais, a importância da pressão e exigência dos professores para a solução dos seus problemas. Havendo ainda um percurso a fazer quanto à justa vinculação dos docentes, porventura longo, a apresentação, pelo MEC, dos projetos em causa é mais uma evidência da absoluta necessidade de movimentação dos professores quando pretendem afirmar os seus legítimos interesses. É deste lado que a FENPROF está e continuará."

PROPOSTA DECRETO-LEI ENSINO ARTÍSTICO ESPECIALIZADO DA MÚSICA E DA DANÇA

PROPOSTA DECRETO-LEI ENSINO ARTÍSTICO ANTÓNIO ARROIO E SOARES DOS REIS



dos choques emocionais...


tema candente... a questão das pensões... nas palavras de maria clara murteira...!

está vivo [e recomenda-se]... o fascismo fiscal...!


coisas da (a)normalidade 'democrática'...


no expresso 'online'... aqui.

do 'movimento zero desperdício'...


no sítio 'fátima missionária'...

bom... todas as cautelas são poucas...?


no público...

para ver [ou ouvir]... a entrevista de ppc a josé gomes ferreira... na sic...!

complexidades lexicais...


terça-feira, 15 de Abril de 2014

o pensamento do dia...


no público...

coisa da educação [pré-escolar]... 'project to improve poor children’s intellect led to better health, data show'... no new york times...!

"In 1972, researchers in North Carolina started following two groups of babies from poor families. In the first group, the children were given full-time day care up to age 5 that included most of their daily meals, talking, games and other stimulating activities. The other group, aside from baby formula, got nothing. The scientists were testing whether the special treatment would lead to better cognitive abilities in the long run.

Forty-two years later, the researchers found something that they had not expected to see: The group that got care was far healthier, with sharply lower rates of high blood pressure and obesity, and higher levels of so-called good cholesterol.

The study, which was published in the journal Science on Thursday, is part of a growing body of scientific evidence that hardship in early childhood has lifelong health implications. But it goes further than outlining the problem, offering evidence that a particular policy might prevent it.

“This tells us that adversity matters and it does affect adult health,” said James Heckman, a professor of economics at the University of Chicago who led the data analysis. “But it also shows us that we can do something about it, that poverty is not just a hopeless condition.”

The findings come amid a political push by the Obama administration for government-funded preschool for 4-year-olds. But a growing number of experts, Professor Heckman among them, say they believe that more effective public programs would start far earlier — in infancy, for example, because that is when many of the skills needed to take control of one’s life and become a successful adult are acquired.

The study in Science drew its data from the Carolina Abecedarian Project, in which about 100 infants from low-income families in North Carolina were followed from early infancy to their mid-30s. The project is well known in the world of social science because of its design: The infants were randomly assigned to one group or the other, allowing researchers to isolate the effects of the program. Such designs are the gold standard in medical research, but are rarely used in investigations that influence domestic social policy.

The researchers had already answered their original question about cognitive development: whether the treated children would, for example, be less likely to fail in school. The answer was yes. Over all, the participants’ abilities as infants were about the same, but by age 3 they had diverged. By age 30, those in the group given special care were four times as likely to have graduated from college.

“Forty years ago, it was all about cognition,” Professor Heckman said. “But it turned out that when you expand these capabilities — not only cognitive but social and emotional — one of the effects is better health. Nobody thought about that at the time.”

Frances Campbell, a senior scientist at the Frank Porter Graham Child Development Institute at the University of North Carolina at Chapel Hill, who started work on the project in the 1970s, said of the health improvements, “I would not say to you that we were expecting to see much of a difference at all.”
"


para ler o resto do artigo... siga a ligação abaixo...



coisas da educação... 'portugal e o latim'... de susana marta pereira...!



no público...

vídeo [coisas da educação]... reingresso no ensino superior... no discurso directo [2ª parte] com santana castilho... na tvi 24...!

sem comentários de maior...


no público...

vídeo [coisas da educação]... reingresso no ensino superior... no discurso directo [1ª parte] com santana castilho... na tvi 24...!

desenho [diário gráfico]... a casa azul... de filipa antunes...!


via urban sketchers portugal...

pela sua saúde... mexa-se...!


no destak...

do enxovalho 'ad continuum'... de que já estamos fartos...!


no destak...

'atlas da educação' traça retrato da escolarização do país... via educare...!


a imagem não ficou muito legível... leia o artigo... aqui.

para aceder ao estudo... aqui.

última hora [de uma espécie de comunicado]... 'medidas de redução do défice para 2015 não têm sacrifícios adicionais'... do conselho de ministros extraordinário de 15 de abril... via portal do governo...!

"O Conselho de Ministros aprovou os objetivos orçamentais para 2015. As medidas definidas têm como objetivo reduzir o défice do Orçamento do Estado de 4% em 2014 para 2,5% do Produto Interno Bruto, seguindo o contratado com a troika. Isto representa, em relação ao anos corrente, reduções de despesa de 08% do PIB, ou seja de 1400 milhões de euros, referiu a Ministra de Estado e das Finanças. Maria Luís Albuquerque salientou, contudo, que «ainda estamos a gastar mais do que produzimos, e ainda estamos a ter de contrair dívida para cobrir esse diferencial».

Sublinhando que «não há sacrifícios adicionais», a Ministra apontou as seguintes medidas:


manutenção da contribuição extraordinária sobre o setor energético;
redução de custos nos ministérios no valor de 730 milhões de euros;
redução custos com tecnologias da informação, contratos externos, consultoria e através do programa Aproximar (descentralização) no valor de 320 milhões de euros;
medidas de redução do défice do Setor Empresarial do Estado no valor de 170 milhões de euros;
redução do número de funcionários públicos através de reforma ou saída negociada no valor de 180 milhões. 

Maria Luís Albuquerque afirmou igualmente que as medidas que substituirão os cortes salariais extraordinários na administração pública «serão discutidas ainda este mês» e «previsivelmente até ao final do mês estaremos em condições de explicar as medidas duradouras que estão a ser estudadas», e que «não se traduzem em qualquer contributo adicional». 

A Ministra referiu ainda a necessidade de reduzir as dívidas do setor da saúde aos fornecedores, através da transferência de 300 milhões de euros, com o correspondente esforço de poupança, da tributação industria farmacêutica ou de produtos nocivos para a saúde. 
A Ministra referiu também que a redução de despesa agora prevista para 2015 será inferior à previsão anterior, pois desde dezembro de 2013 a melhoria da execução orçamental e do cenário macroeconómico provocou uma melhoria da situação em 680 milhões de euros (0,2% do PIB). A previsão do desemprego em 2015 será de 14,8%."


quem estiver interessado tem o vídeo da conferência de imprensa para ver... siga a ligação abaixo...






pois, porque não... '3 steps for creating a culture of learning'...


para ler a entrada... aqui.

pois... por cá o problema é o mesmo [proletarização da educação e da profissão docente]... 'jack schneider: teachers are not the problem'... no diane ravitch's blog

"...

The biggest problem in teaching today is that the profession has been demeaned for years, especially in the past five years. The Status Quo crowd seems determined to prove that first-year and second-year teachers are best, and to drive away experienced educators, perhaps to save on salaries or pensions.

States and districts should have higher standards for entering teaching. Once people become teachers, districts and schools should give them the support they need to succeed. Incompetent teachers should be removed as quickly as possible, with a fair hearing if they have due process rights.


Schneider shows that teaching as a profession needs the same respect as other professions, the same professional opportunities for growth, the same time to work together and learn from research."


para ler esta entrada... siga a ligação abaixo...


legislação [educação]... portaria 85/2014, de 15 de abril: regulamento da modalidade e oferta educativa e formativa de ensino a distância...!

o que dizem por aí... 25 de abril...!


no público...

o que dizem por aí... emigração...!


no público...

o país real (?)... a ronda pelas capas da imprensa de hoje...!

nota - o critério de apresentação das imagens [editadas] das capas é, somente, o de ordenação alfabética.



no cm...


no destak...


no diário económico...


no dn...


no i...


no jn...


no jornal de negócios...


no metro...


n'o primeiro de janeiro...


no público...

legislação [educação]... ensino a distância...

Diário da República n.º 74, Série I de 2014-04-15

Índice
Ministério da Educação e Ciência

Regulamenta a modalidade de oferta educativa e formativa de Ensino a Distância para os alunos dos 2º e 3º ciclos do ensino básico e do ensino secundário e revoga a Portaria n.º 812/2010, de 26 de agosto

diatribes televisivas...


segunda-feira, 14 de Abril de 2014

o pensamento do dia...


no público...

como seria de esperar...


no público...

dos ajustamentos às 'mijinhas'... e as autarquias já há muito que se deixaram de tretas... alinham, à espera de uns 'trocos'...!


no público...

aqui a mais elementar matemática não conta... 'ainda o estado paralelo'... de pedro adão e silva...!


no expresso...

no meio desta confusão toda [já há muito radicalizada]... o mais 'razoável' seria retirar todo o dinheiro dos bancos e fazer pagamentos à 'mão' [vista]... e 'eles' [finanças, banca, 'tubarões'...] que se desenrasquem...!


no público...

cartaz... arquitecturas e a cidade, interpretações... de federico babina...!


o país real (?)... a ronda pelas capas da imprensa de hoje...!

nota - o critério de apresentação das imagens [editadas] das capas é, somente, o de ordenação alfabética.



no cm...


no destak...


no dn...


no i...


no jn...


no metro...


n'o primeiro de janeiro...


no público...