sexta-feira, 24 de Outubro de 2014

não há, de facto... vergonha...!


no público...

à atenção dos professores [ensino artístico]... música em aveiro e braga... via dgae...!




24 Outubro 2014 Escola Artística do Conservatório de Música Calouste Gulbenkian, Aveiro.pdf  

Escola Artística do Conservatório de Música Calouste Gulbenkian, Braga.pdf




24 Outubro 2014 Escola Artística do Conservatório de Música Calouste Gulbenkian, Aveiro.pdf

Escola Artística do Conservatório de Música Calouste Gulbenkian, Braga.pdf

para nos irmos esclarecendo...




GOVERNO PERMITE ABATER MAIS DESPESAS DE EDUCAÇÃO NO IRS
DIPLOMA O texto da reforma do IRS do Governo foi entregue esta tarde no Parlamento. E prevê mais abatimentos com despesas de educação CRITICO Rui Morais, da comissão de revisão do IRS, diz que esta alteração reduz a necessidade da cláusula de salvaguarda

o roteiro da actualidade [capas e destaques]... via jornais do dia...!



Capa do Correio da Manhã Correio da Manhã

Segunda colisão na mesma semana em aeroporto russo, sem feridos
Austrália receia tentativas de imitação do ataque no Parlamento do Canadá
Companhia Maior estreia hoje peça inédita de Tim Etchells sobre lições de vida
Festival AmadoraBD tem início hoje e celebra 25 anos
UE/Cimeira: Depois de acordo energia-clima, líderes discutem hoje economia
Movimento Erradicar a Pobreza faz hoje desfile silencioso entre o Chiado e o Rossio
EUA e aliados lançaram mais de 1.700 bombas contra 'jihadistas' no Iraque e Síria

Capa do Público Público

Embalagem é o tema que une ilustradores nacionais e estrangeiros em São João da Madeira
Cartas à Directora
Quem tem medo da boa imprensa de António Costa?
A era do vazio
O oposto do libelo
O lugar do desassossego
A pilhagem fiscal

Capa do Diário de Notícias Diário de Notícias

Quando um sensor sabe os passos que dá... até em casa
"Só agora estamos a estudar uso abusivo que os jovens fazem das tecnologias para espalhar a violência"
Escola artística com falta de professores para 35 das 49 turmas
Deixem-se de histerias
A realidade nas prateleiras de brinquedos
"Esta barbearia deixa mulheres à porta. Discriminação ou Marketing?"
30 instalações policiais vão ser inauguradas até 2015

Capa do Jornal de Notícias Jornal de Notícias

Corram, ainda há meia dúzia de bilhetes para o concerto esgotado dos Future Islands
Líderes europeus chegam a acordo sobre pacote energia-clima
Governador mexicano demite-se face ao desaparecimento de 43 estudantes
Viveu oito meses com dreno de 17 cm dentro dela
Meio milhão de processos ainda fora do Citius
Rui Rio admite que eleições primárias sejam "solução" para "forçar os partidos à abertura"
Menina de 10 anos é primeiro caso de ébola no Mali

Capa do i i

As águias e os falcões. GNR usa drones para detectar incêndios
"O Paulo, por ele, ia sozinho". A coligação treme mas não cairá
Envelhecimento. Quando a família está longe, são os amigos a trazer a felicidade
RTP extingue direcção do serviço internacional
AR. Comissão de inquérito vai ouvir quase uma centena de pessoas
Cais do Sodré. Bares com novo horário antes de 2015
Soares nunca saiu da liderança mesmo quando foi derrotado em eleições

Capa do Diário Económico Diário Económico

Um domingo de stress
Fronteiras e orçamentos podem ameaçar Europa
O Papa e os `circoli minori´
As cotadas que centram a atenção do mercado nesta época de resultados
“Entristeceu-me não poder fazer mais do que fizemos para proteger os investidores do BES”
“No palco consigo esquecer-me que sou presidente da CMVM”
Barroso em colisão com Itália no seu último Conselho Europeu

Capa do Jornal Negócios Jornal Negócios

Microsoft supera estimativas com retoma no mercado dos PC
Amazon decuplica perdas no terceiro trimestre
CGD tem crédito de 520 milhões sobre a insolvente Artlant
Apoio aos carros eléctricos atropela vales para transportes
Governo diz ser "loucura" regulamentar fundos comunitários sem as autarquias
Huang Songfu : O tempo dirá se investimento chinês é bom para Portugal ou não
Líderes europeus chegam a acordo sobre pacote de energia e clima para 2030

Capa do Oje Oje

Pelos caminhos de Portugal! Turismo já vale 4% da riqueza do país
Ángeles e UBS livram-se de ações da ES Saúde
“Já não há mais privacidade na era do WikiLeaks. E daí?”
PT e BCP puxam PSI20 para baixo
Espanha analisa referendo contra prospeções petrolíferas nas Canárias
Bolsas europeias realizam mais-valias e abrem em baixa
Bolsa de Lisboa abre a descer 0,67%

Capa do Destak Destak

Movimento Erradicar a Pobreza faz hoje desfile silencioso entre o Chiado e o Rossio
EUA e aliados lançaram mais de 1.700 bombas contra 'jihadistas' no Iraque e Síria
Segunda colisão na mesma semana em aeroporto russo, sem feridos
Austrália receia tentativas de imitação do ataque no Parlamento do Canadá
Companhia Maior estreia hoje peça inédita de Tim Etchells sobre lições de vida
Festival AmadoraBD tem início hoje e celebra 25 anos
Depois de acordo energia-clima, líderes discutem hoje economia

quinta-feira, 23 de Outubro de 2014

o pensamento do dia...


no público...

coisas da educação [concursos de professores]... 'um ponto de ordem'... paulo guinote dixit...!


no público...

pois, coisas da educação (?)... 'o superior interesse do aluno'


no público...

e deixo a opinião de josé morgado...


 

mais exemplos [irs]... para irem fazendo as respectivas contas...!


no dinheiro vivo... aqui.

discalculia funcional grave...?


agora mesmo, no sapo...

arte mural [intervenção urbana]... em lodz... de daleast...!


via street art utopia...

à atenção dos professores [concursos]... da reunião com o secretário de estado... comunicado da fenprof...!

"MEC não soube responder a questões de ordem técnica, nem quis responder às de decisão política


Logo que se conheceram, já tardiamente, as primeiras listas de colocação de professores, as organizações sindicais solicitaram uma reunião ao Ministro Nuno Crato. Estávamos em 10 de setembro e os problemas identificados nas listas da Contratação Inicial e da Mobilidade Interna eram numerosos. Daí para cá, os responsáveis do MEC, num primeiro momento, negaram a existência de problemas, para, depois, revelarem uma lamentável inépcia na sua resolução, assistindo-se a uma inacreditável acumulação de erros que levam a que, quase no final de outubro, muitos alunos continuem sem aulas.

Da reunião que hoje (23/10/2014) se realizou no MEC, com a presença dos Secretários de Estado (Administração Escolar e Ensino Básico e Secundário), bem como da recém empossada Diretora-Geral da Administração Escolar, resultaram inúmeras não-respostas, enquanto respostas foram praticamente nenhumas. Veja-se:
  • Quanto ao número de professores que foram colocados até agora e quantos falta ainda colocar para que os alunos passem a ter todas as aulas, os responsáveis ministeriais apenas conseguiram dizer que “nesta fase os números começam a ser residuais”;
     
  • Em relação aos subscritérios de legalidade duvidosa adotados nos concursos para constituição das bolsas de contratação de escola (BCE), os responsáveis do MEC nada disseram. As organizações sindicais entregaram o “memorando” que já fora entregue na Provedoria de Justiça e na Assembleia da República (em anexo), na expetativa de, com ele, chamarem a atenção para a inadequação daqueles subscritérios;
  • Sobre os requisitos que estão a ser utilizados para a chamada “oferta de escola”, foram destacados alguns que parecem destinados a garantir determinada colocação, tendo o MEC assumido que todas as situações em relação às quais fossem apresentadas queixas, seriam devidamente analisadas. Foi também chamada a atenção para o facto de, ilegalmente, estarem a ser lançadas “ofertas” para contratação de técnicos especializados em situações que deveriam ser enquadradas nos grupos de recrutamento;
     
  • Sobre a comissão criada para decidir das indemnizações  devidas aos docentes prejudicados pelos erros verificados na BCE 1, os responsáveis ministeriais limitaram-se a confirmar o nome do Juiz Jubilado Sotero Barros para a sua presidência. Quanto a prazos, constituição da comissão ou outros aspetos relacionados com o seu funcionamento, o MEC adiou para data próxima qualquer informação. Foi manifestada a exigência de participação nesta comissão que não poderá deixar de ter representados os professores, através das suas organizações sindicais;

  • Problema que surgiu entretanto, após as colocações das RR2 e RR3, foi que há docentes da RR2 cuja contagem de tempo de serviço se inicia apenas em 29 de setembro, data de apresentação na escola, enquanto colegas seus colocados na RR3 (10 de outubro) têm o seu tempo de serviço reportado a 1 de setembro. Para evitar ainda mais injustiças, para além de todas as que estão a abater-se sobre os professores, as organizações sindicais propuseram ao MEC que todos os docentes colocados até ao final do 1.º período letivo tenham o seu tempo de serviço contado a 1 de setembro. Tal proposta será agora formalizada por escrito;
     
  • Problemas ainda por resolver são os relacionados com as colocações em 9 de setembro, as primeiras, relativas à Contratação Inicial e Mobilidade Interna. Em reunião realizada com a DGAE em 17 de setembro, p.p., foram apresentados inúmeros erros detetados nessas listas, tendo os mesmos merecido o necessário recurso por parte dos docentes. Até hoje, desconhecem-se respostas aos recursos, sendo que, quanto mais tarde isso acontecer, maior será a perturbação que a eventual correção dos erros provocará nas escolas. A resposta a esta questão foi remetida para reunião a realizar em data próxima na DGAE;

  • Outros aspetos relacionados com as colocações de docentes e que foram remetidos para a reunião com a DGAE são: a) as permutas entre docentes contratados já deveriam ter sido realizadas, mas até hoje isso não aconteceu. Quanto mais tarde esta situação for resolvida, mais perturbadora do funcionamento das escolas ela se tornará; b) a mobilidade de docentes por doença continua adiada para muitos dos requerentes. Os sindicatos propuseram que esta situação seja rapidamente resolvida, acrescentando ainda a necessidade de os docentes recentemente integrados nos quadros, por via do concurso externo extraordinário, poderem igualmente ser abrangidos, sempre que se confirme a necessidade; c) continuam a desconhecer-se os termos da dispensa do período probatório por parte dos docentes que este ano integraram os quadros de zona pedagógica. Propondo que se mantenham as normas do ano anterior, as organizações consideraram urgente a publicação do necessário despacho;
     
  • Sobre a PACC e a exclusão de docentes por não a terem realizado, a única resposta dos responsáveis do MEC foi que estavam a ser analisadas as situações. Os sindicatos reiteraram a ilegalidade de uma exclusão que decorreu do facto de os docentes não terem apresentado um requisito que, à data da candidatura, não era verificável. Acresce que mesmo os docentes que justificaram a impossibilidade de realização da PACC (doença, internamento hospitalar, licença, não realização da prova na escola em que deveriam realizá-la…) foram excluídos,   o que já mereceu reparo por parte da Provedoria de Justiça. Entretanto, já depois da reunião, chegou ao conhecimento das organizações sindicais, que o TAF de Leiria decretou provisoriamente uma providência cautelar de um docente excluído, o que impõe a sua integração nas listas e, se tiver direito, a sua colocação;
     
  • Quanto à compensação de aulas perdidas por alunos cujos professores foram colocados tardiamente, o MEC apenas informou estar a analisar as propostas das escolas para decidir sobre a necessidade de disponibilizar recursos. Muito pouco, para quem se comprometeu a respeitar as decisões das escolas e a garantir os recursos que viessem a ser considerados necessários. Fica a saber-se que, afinal, uma vez mais, a propalada autonomia tem sede na “5 de outubro”;
     
  • A FENPROF considerou inadmissível que, com prejuízo dos alunos com necessidades educativas especiais, houvesse professores do grupo 910 (Educação Especial) a ser desviados para tarefas de substituição de professores em falta, propondo ao MEC o envio às escolas de informação sobre a ilegalidade de tal procedimento.
Desta reunião, que teve muita parra mas quase nenhuma uva, destacou-se a ausência de respostas, quer a nível técnico (pois o MEC entendeu não ser aquele o espaço adequado para esse debate), quer político (tendo o MEC considerado não ser aquela a oportunidade adequada). Por último, as organizações sindicais reiteraram a necessidade de reunirem com o ministro Nuno Crato, em data muito próxima, com o objetivo de debaterem o corte previsto para a Educação no OE.2015, designadamente em relação às medidas que o concretizarão e aos seus efeitos no setor. Também dia 28 de outubro (próxima terça-feira), pelas 10.30h, deverá realizar-se reunião na DGAE onde serão abordados diversos aspetos de ordem técnica, incluindo todos os que se relacionam com os erros ainda não corrigidos nas diversas fases de colocação dos docentes.

Por não se pretender, apenas, corrigir os erros cometidos mas, também, prevenir o futuro, impedindo que se repitam, foi formalmente requerida a abertura de um processo negocial para revisão do atual regime de concursos para colocação de professores. Desse processo, entre muitos outros aspetos a rever, um dos principais deverá ir no sentido de garantir que, no futuro, a contratação de docentes passará a ser verdadeiramente residual e partir de uma lista nacional em que os candidatos serão ordenados de acordo com a sua graduação profissional."

As organizações sindicais de professores
23/10/2014 


leituras complementares:





o boneco do dia...


pois... as narrativas discursivas...!

coisas da propaganda... em estado puro...?


agora mesmo, no sapo...

pode ler a notícia... aqui.

da insanidade...?


no público...

"O secretário de Estado do Ensino e da Administração Escolar assumiu nesta quinta-feira o desconforto da tutela com o “erro lamentável” na colocação de professores e que tem arrastado o arranque do ano lectivo, depois de um encontro em que a Federação Nacional de Professores (Fenprof) entregou à tutela um pedido de abertura de um processo negocial para rever o actual regime de concursos para colocação de docentes. João Casanova de Almeida garantiu, ainda sobre este tema, que o número de horários por preencher é agora “residual”, mas remeteu um balanço apenas para sexta-feira.

“Estamos desconfortáveis porque aquele trabalho que deveria ter sido feito detectou um erro e esse erro é lamentável”, começou por dizer Casanova de Almeida, em referência ao erro que existia na fórmula de cálculo que determinou a colocação de professores através da Bolsa de Contratação de Escola e que obrigou a refazer o concurso. “Nós assumimos que foi um erro que condicionou (…) a colocação de professores nestas escolas TEIP e com contratos de autonomia. Nem sequer nos vale a pena dizer que em anos anteriores houve ainda centenas de colocações a 29 de Outubro, como em 2010”, acrescentou.

O secretário de Estado sublinhou, porém, que neste momento faltam colocar apenas professores nas escolas TEIP (Território Educativo de Intervenção Prioritária) e com contrato de autonomia, estimando que o número seja inferior a 10% do total de horários destes estabelecimentos. Casanova de Almeida, que falava aos jornalistas no final de uma reunião com sete estruturas sindicais e em que um dos principais pontos na ordem de trabalhos era precisamente o atraso e os problemas no arranque do ano lectivo, escusou-se a avançar números concretos de quantos professores estão por colocar, repetindo apenas que estão por preencher menos de 10% dos horários destas escolas.

“O Ministério da Educação continua sem saber ou sem querer dar as respostas que o país exige que sejam dadas”, criticou Mário Nogueira, secretário-geral da Fenprof , que deu como exemplo de injustiça o facto de haver professores que começaram a dar aulas mais tarde, sendo que uns vêem o tempo de serviço contar a partir de 1 de Setembro e outros só a 29 de Setembro.

Para evitar que o problema se repita, o Ministério da Educação comprometeu-se a promover “um debate sobre o modelo que se pretende” no que diz respeito à contratação docente e que deverá concliliar uma lista única nacional com um “modelo de autonomia das escolas”. Sobre as compensações aos docentes afectados pelos erros do concurso, Casanova de Almeida remeteu tudo para a comissão criada para esse efeito e que está a começar as dar os primeiros passos.

Sobre este ponto, Mário Nogueira anunciou a entrega ao Ministério da Educação de um pedido de abertura de um processo negocial sobre o regime de contratação, até porque antevê mais problemas no próximo ano, já que em 2015 aos actuais concursos juntam-se ainda o primeiro concurso para vinculação de docentes com cinco anos de serviço e um concurso intercalar. “Se não houvesse um nível de precariedade tão elevado como existe na classe dos professores estes problemas tinham tido um impacto menor e tiveram em mais de meio milhão de alunos. A própria natureza do concurso escola a escola leva a que os problemas surjam”, reiterou o sindicalista que na reunião esteve acompanhado por mais seis estruturas além da Fenprof.
 
João Casanova de Almeida, sobre a precariedade, contrapôs que a tutela tem tentado promover a vinculação através de dois concursos e do fim dos horários zero, e que tem também trabalhado nas “projecções demográficas das escolas e de aposentação pela idade dos professores” para “evitar a precariedade mas também [garantir] a sustentabilidade do emprego”. Ao mesmo tempo,sustentou, o ministério tem trabalhado para que os novos professores passem a entrar com um “índice salarial equivalente ao dos quadros”."


pode ler o resto da notícia... aqui.

inovações... a seguir...!


no público...

leitura [educação]... ensino, tecnologias e avaliação...!


o que é de lamentar é, tão só... o 'desconforto'...?


a notícia... aqui.

voltando aos números redondos... 36%, mais umas alcavalas...?


no cm...

para que conste [memória futura]...


no expresso 'online'...

informações [educação]... enriquecimento curricular e apoio à família, bibliotecas e inquérito, ciência e concurso para alunos... no boletim do cirep...!

Informações Gerais

Atividades de enriquecimento curricular e de apoio à família

Por iniciativa da Direção-Geral da Educação (DGE), o Instituto Português da Qualidade (IPQ) constituiu uma Comissão Técnica “Ad-hoc” (CTA 26), com o objetivo de elaborar uma Norma sobre as atividades de enriquecimento curricular no 1.º ciclo do ensino básico, atividades de animação e de apoio à família na educação pré-escolar e componente de apoio à família no 1.º ciclo do ensino básico, prestados por organizações públicas e privadas com ou sem fins lucrativos.

Pretende-se que os requisitos desta Norma abranjam todas as organizações independentemente do seu tipo ou dimensão e do seu estatuto de entidade promotora ou parceira.

O projeto de Norma “Atividades de Enriquecimento Curricular e de Apoio à Família” (prNP4510_2014-pt) está em inquérito público até ao próximo dia 14 de novembro de 2014.


Base dados 2015 - Rede de Bibliotecas Escolares

Com o objetivo de recolher, de forma estruturada, informação específica sobre diferentes aspetos do funcionamento das bibliotecas escolares, que permita a planificação de futuras ações de melhoria dos serviços prestados, a Rede de Bibliotecas Escolares lança o inquérito Base dados 2015 (BD2015).

O preenchimento dos questionários deverá ser efetuado pelas escolas sede de agrupamento e escolas não agrupadas, uma vez que o acesso aos formulários BD2015 apenas é permitido a estes estabelecimentos. Nos agrupamentos de escolas, compete ao professor bibliotecário, coordenador da equipa, a organização o trabalho de recolha de informação relativa às bibliotecas dos diferentes estabelecimentos de ensino.


Mitose: Ciência a Sul

Estão abertas as candidaturas para a 3.ª edição do concurso "Mitose: Ciência a Sul" até 31 de outubro de 2014.

Este concurso é dirigido aos alunos da área de Ciência e Tecnologia das escolas do Ensino Secundário.

Esta iniciativa pretende motivar os jovens para a aprendizagem da ciência e da sua comunicação, como também proporcionar aos melhores concorrentes um estágio científico de curta duração num dos Centros de Investigação da Universidade do Algarve.


nota: estas informações são uma transcrição directa do boletim, logo respeitam o ao... infelizmente...!

de facto... 'é uma salchichada'...

Presidente da Reforma arrasa salvaguarda do IRS: "Uma salganhada" 

Resolver o problema da dívida

Tenha cuidado com um email falso em nome do Fisco 

Teto aos apoios sociais ficará entre 560 e 600 euros 

Os funcionários públicos vão mesmo ganhar mais em 2015? Sim, mas... é complicado 


no expresso 'online'...

com um corte de 36%...?


Reforma antecipada possível aos 60 anos Acesso à reforma antecipada em 2015 apenas vai ser possível para qeum tem 60 anos e 40 de descontos. Teto de apoios vai cortar RSI e subsídio social de desemprego

o roteiro da actualidade [capas e destaques]... via jornais do dia...!



Capa do Correio da Manhã Correio da Manhã

Sismo de 3,9 na escala de Richter sentido em Odemira
Quatro detidos após acidente que vitimou presidente da Total na Rússia
Pyongyang adverte Seul de que comportamento "arrogante" pode comprometer diálogo
Exposição com cem obras de arte gráfica de Júlio Pomar é inaugurada hoje em Lisboa
Polícia da Costa Rica toma controlo de portos em greve e detém 68 pessoas
Human Rights Watch denuncia maus tratos a empregadas nos Emirados Árabes Unidos
Austrália solidária com o Canadá pelo ataque do Parlamento de Otava

Capa do Público Público

Escolha dos júris dos apoios ao cinema provoca demissões
O garoto de Bill
O Brasil é que é país
O Brasil entre dois tiros
Álvaro Siza recebe em Chicago primeiro Prémio das Américas
Por que é que o vírus do ébola não é um embuste e deve ser levado a sério?
O "espírito do discurso" de Juncker e o futuro da Europa

Capa do Diário de Notícias Diário de Notícias

Citius sem 1,2 milhões de cobrança de dívidas
Restaurante da máfia surpreende emigrantes
Empresa paga 510 euros a enfermeiros mas recebe mais do dobro
Matar conseguem mas a suicidar falham sempre
Chave do Totoloto: sorteio 85/2014
Um quarto dos condutores não dá passagem aos peões nas passadeiras
Oposição em Lisboa teme que EMEL fique com gestão de Carris e Metro

Capa do Jornal de Notícias Jornal de Notícias

"Tanto Mar" encerrou o primeiro dia do Portugal Fashion
Passageiro retirado de navio ao largo das Berlengas
Autor de ataque ao parlamento era um jovem canadiano de "alto risco"
Português em rede mafiosa de lavagem de dinheiro
Comunicações móveis e acesso à Net foram cortados em Otava
Avião russo intercetado na Estónia por F-16 portugueses
Condutor palestiniano de alegado ataque em Jerusalém morreu

Capa do i i

Capa do Diário Económico Diário Económico

Os últimos a saber
PT boa, PT má
Maldito Défice
Lisboa pondera ir a tribunal para travar fundo de apoio aos municípios
Reestruturação ou renegociação da dívida pública?
‘Short sellers’ ganham 55 milhões com queda da PT SGPS
Governo travou recapitalização com ‘CoCos’

Capa do Jornal Negócios Jornal Negócios

Justin Bieber acha que o JPMorgan é uma pessoa?
Irá a nova política do BCE penalizar o euro?
Novo Banco já tem solução para desbloquear gestão de carteiras
Plano de investimentos da União Europeia estará pronto no Natal
Deco: Fisco cobra 244 milhões a mais de IMI
A reboque da Europa, o sol pode voltar a brilhar na Bolsa de Lisboa
Pedidos de ajuda à Deco são cada vez mais difíceis de resolver

Capa do Oje Oje

Pelos caminhos de Portugal! Turismo já vale 4% da riqueza do país
Ángeles e UBS livram-se de ações da ES Saúde
Menos pasta! Lucros da Portucel até setembro recuam
Quase 800 milhões de fundos europeus vêm com sotaque nortenho
BCE veio às compras a Portugal e levou dívida
Para Angola em força! Construção civil angolana atrai portugueses
Chamadas para concursos com impacto nos resultados trimestrais da Impresa

Capa do Destak Destak

Quatro detidos após acidente que vitimou presidente da Total na Rússia
Pyongyang adverte Seul de que comportamento "arrogante" pode comprometer diálogo
Exposição com cem obras de arte gráfica de Júlio Pomar é inaugurada hoje em Lisboa
Polícia da Costa Rica toma controlo de portos em greve e detém 68 pessoas
Human Rights Watch denuncia maus tratos a empregadas nos Emirados Árabes Unidos
Austrália solidária com o Canadá pelo ataque do Parlamento de Otava
Líder da Coreia do Norte libertou norte-americano após "repetidos pedidos" de Obama