sábado, 1 de agosto de 2015

a começar o dia... [mais do que] indisposto, solenemente irritado...!

José Cardoso
POR José Cardoso
Editor Adjunto
 


Alemanha não quer ouvir falar de alívio da dívida portuguesa, os debates sobre os debates e por este rio abaixo

Boa tarde,

O debate sobre os debates vai… continuar a ser debatido por partidos e televisões. O terceiro debate entre as duas partes sobre os debates eleitorais (não) foi inconclusivo: o frente a frente Passos-Costa foi agendado para 14 ou 18 de setembro, mas o resto continua por decidir. E o resto é - muito - se Portas também debate, e como. O PS não quer. O Adriano Nobre e o Bernardo Ferrão contam as últimas sobre o assunto e relembram quais foram os 10 debates políticos mais vistos em Portugal.

Em manchete publicamos um artigo da nossa correspondente em Bruxelas, Susana Frexes, a quem fontes do Governo alemão disseram que, em relação a um eventual alívio da dívida portuguesa, nem sequer querem ouvir falar disso. E, para que não restem dúvidas, acrescentam que a reestruturação da dívida grega é um “caso absolutamente excecional”.

Como começa hoje a grande debandada anual das férias, o João Paulo Galacho conta como delirou com a sua estreia no canoying, explica o que é atividade, em que os praticantes gostam de andar aos trambolhões por rios abaixo, e faz um roteiro de locais onde a praticar.

Ainda no Diário de hoje, damos-lhe uma “primeira mão” do mundo da arte. Revelamos quem comprou o quadro de Júlio Pomar “O almoço do trolha”, que mostramos ao lado do comprador. O João Miguel Salvador foi falar com ele, para saber porque decidiu comprá-lo.

Por estranho que possa parecer, “há febre nas farmacêuticas”, diz a Elisabete Tavares, que faz a habitual análise de sexta-feira dos mercados e conta que, no mundo das compras e vendas de empresas, o que está a dar este ano é a fusão de empresas farmacêuticas. Este mercado está ao rubro em 2015, o que só mostra como é um mercado apetecível.

Na opinião, o Nicolau Santos garante que “Há maka em Angola”, o Daniel Oliveira, antes de ir de férias, pergunta a Passos Coelho se “Pode tratar a CGD pelo menos com o mesmo cuidado com que tratou o BES?” e o Henrique Raposo indaga se “Podemos falar de ciganos de outra forma?”.

Boas leituras, bom fim de semana e, se for o seu caso, boas férias

Amanhã há semanário e, no Diário, tem as habituais escolhas do editor de temas que publicámos ao longo da semana.







Alemanha não quer falar de alívio da dívida portuguesa
EUROPA



sexta-feira, 31 de julho de 2015

não posso deixar acabar o dia sem publicar isto... sem mais palavras...!


via cagle post...

fica o aviso, nunca se sabe...

educação
Muitos livreiros oferecem descontos de 10% sobre o preço de venda dos manuais escolares para quem encomendar até ao final de julho, o que pode representar mais de 50 euros de poupança por aluno. 
 
 
no observador...

crónicas maledicentes (?)... reflexões para o fim de dia...!


no público...

informações [educação]... coisas do risco e das suas consequências [referencial e consulta pública]... via dge...!

Referencial de Educação para o Risco (RERisco)



O Referencial de Educação para o Risco (RERisco), destinado à Educação Pré-Escolar, ao Ensino Básico e ao Ensino Secundário, em conformidade com o estipulado no Decreto-Lei n.º 139/2012, de 5 de julho, alterado pelo Decreto-Lei n.º 91/2013, de 10 de julho, propõe-se contribuir para a concretização da educação para o risco, no quadro da Educação para a Cidadania: na sua dimensão transversal; no desenvolvimento de projetos e iniciativas que contribuam para a formação pessoal e social dos alunos; na oferta de componentes curriculares complementares, nos 1.º, 2.º e 3.º ciclos do ensino básico.

O RERisco resultou da celebração de um protocolo entre a Direção-Geral da Educação (DGE), a Direção-Geral dos Estabelecimentos Escolares (DGEstE) e a Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC).

Este Referencial esteve disponível para consulta e discussão pública, tendo, após integração de alguns contributos recebidos, obtido aprovação por despacho do Sr. Secretário de Estado do Ensino Básico e Secundário a de 28 de julho de 2015.

O RERisco encontra-se disponível na página de Educação Para o Risco e na página dos Documentos de Referência da Educação para a Cidadania.




informações [educação]... música [formação] no ccb ... via dge...!

Big Bang 2015




O Centro Cultural de Belém [Fábrica das Artes - Projecto Educativo], em parceria com o Ministério da Educação e Ciência / Direção-Geral da Educação (DGE), no âmbito do Festival Europeu de Música para Crianças – BIG BANG e do Programa de Educação Estética e Artística (PEEA), realizam a 6.ª edição da formação para docentes na área da música, entre 7 e 11 de setembro de 2015.

À semelhança das edições anteriores, esta formação será ministrada pelos artistas do referido Festival.

Em cada um dos dias desta semana, os participantes vão conhecer um artista / músico / compositor, os projetos criados para o Festival Big Bang e propostas musicais, mobilizando abordagens experimentais e artísticas. As atividades propostas constituirão modos diferenciados de aplicação em contexto pedagógico e irão, ao longo deste ano letivo, possibilitar o desenvolvimento e o cruzamento da Música com outros domínios do conhecimento.

Destinatários:
Educadores de Infância, Professores do 1º e 2º Ciclo do Ensino Básico; Professores de Música das Atividades de Enriquecimento Curricular, especialistas da área música que trabalham nos contextos de Jardim de Infância e do 1º Ciclo.

Inscrições:
Estão reservadas 30 vagas para os docentes do Programa de Educação Estética e Artística. As restantes vagas são limitadas e o critério de seleção é a ordem da receção da inscrição.

Para mais informações consulte o Programa da Formação.

pintura... o cante alentejano... de espiga pinto...!



via amigos de borba...

o boneco do dia...



no cm domingo...

coisas da educação [1º ciclo]... as preocupações da fenprof [e não só, digo eu]...!

FENPROF preocupada com a situação que se vive no 1ºCEB


Decorreu na passada segunda-feira, na "5 de Outubro",  uma reunião com a presença de sindicalistas da FENPROF e de elementos da Secretaria de Estado do Ensino Básico e Secundário. Manuel Micaelo e Dulce Carvalho (SPGL); Maria José Silva (SPN); Celeste Duarte (SPRC) e Maria da Fé Carvalho (SPZS) integraram a delegação da FENPROF
MEC não partilha dessas preocupações.
Em reunião em que participou o chefe de gabinete do Secretário de Estado do 
Ensino Básico e Secundário (SEEBS), a FENPROF apresentou um conjunto de 
inquietações relativas à situação preocupante que se vive no 1.º Ciclo do Ensino Básico 
e que, a não serem tomadas rapidamente medidas adequadas, se agravará no próximo 
Do vasto leque de preocupações salienta-se:
- A necessidade de se realizar uma discussão séria sobre o que se quer do e 
para o 1º CEB;
- O já excessivo número de horas que os alunos passam na escola em 
atividades letivas e escolarizadas, sendo os que, na União Europeia, têm maior 
carga horária com atividades deste tipo;
- O aumento do horário letivo dos alunos, devido à introdução do Inglês no 
currículo, que agravará ainda mais essa situação;
- Os diversos experimentalismos neste setor, muitas vezes ditados pelo 
interesse economicista e não pelo pedagógico, que estão a levar à desregulação 
do regime de docência e à multiplicidade de regimes que coexistem;
- O aumento da componente letiva dos docentes (os intervalos deixaram de 
fazer parte da componente lectiva);
- Os problemas na elaboração dos horários dos docentes, a indefinição entre 
o que é letivo e não é lectivo, a inexistência de horas para a coordenação de 
estabelecimento, a coadjuvação que acaba por ser um embuste, pois, em vez 
disso, o que acontece é a substituição dos docentes da turma por colegas seus, 
muitas vezes de outros ciclos de ensino…
A FENPROF solicitou que lhe fossem prestados esclarecimentos e, também, que 
fossem enviadas orientações para as escolas sobre:
- A definição do que é letivo e não é letivo, incluindo a questão dos 
intervalos, que devem ser parte integrante da componente letiva;
- A coadjuvação do docente titular de turma, que deverá ser isso mesmo;
- Sobre o ensino do Inglês no 3º ano de escolaridade: 
. que seja considerado nas 25 horas letivas dos alunos;
. que se esclareça quem lecciona esta disciplina nos casos em que não 
há docentes do grupo 120;
. que fazer com os alunos nos casos de turmas com 2  anos de 
escolaridade (2º e 3º ou 3º e 4º anos) em que o Inglês só é curricular para 
o 3º ano;
Da parte do MEC, além do registo das questões para dar conhecimento ao Secretário 
de Estado responsável pelo setor, foi afirmado que a discussão/debate é bem vinda mas, 
acrescentaram, inoportuna, por estarmos próximos de eleições; foi ainda referido que a 
política do MEC dá grande relevo à autonomia das escolas, atirando para elas parte das 
soluções encontradas (e, assim, dos problemas criados), entendendo, porém, que tudo se 
passa dentro do quadro legal vigente, apelando à FENPROF que,“se for ilegal, 
denunciem”…); que as decisões tomadas não são alheias à situação financeira do país...; 
que admitem existirem diferenças interpretativas (!) entre a FENPROF e o MEC sobre o 
que integra a componente letiva e não letiva… Esquecem os responsáveis do MEC que 
em ata negocial assinada entre as partes em junho de 2013, foi esclarecido o que faz 
parte de uma e outra componente. Acontece que o MEC nunca respeitou o que então 
Relativamente às dúvidas sobre a lecionação do Inglês vão ser remetidas à 
Secretaria de Estado do Ensino e da Administração Escolar, por ser dela a 
responsabilidade. Aguardam-se os esclarecimentos que daquela Secretaria de Estado 
O Secretariado Nacional


Na reunião, em que participou o chefe de gabinete do Secretário de Estado do Ensino Básico e Secundário (SEEBS), a FENPROF apresentou um conjunto de inquietações relativas à situação preocupante que se vive no 1.º Ciclo do Ensino Básico e que, a não serem tomadas rapidamente medidas adequadas, se agravará no próximo

Do vasto leque de preocupações salienta-se:

- A necessidade de se realizar uma discussão séria sobre o que se quer do e para o 1º CEB;
- O já excessivo número de horas que os alunos passam na escola em atividades letivas e escolarizadas, sendo os que, na União Europeia, têm maior carga horária com atividades deste tipo;
- O aumento do horário letivo dos alunos, devido à introdução do Inglês no currículo, que agravará ainda mais essa situação;
- Os diversos experimentalismos neste setor, muitas vezes ditados pelo interesse economicista e não pelo pedagógico, que estão a levar à desregulação 
do regime de docência e à multiplicidade de regimes que coexistem;
- O aumento da componente letiva dos docentes (os intervalos deixaram de fazer parte da componente lectiva);
- Os problemas na elaboração dos horários dos docentes, a indefinição entre o que é letivo e não é lectivo, a inexistência de horas para a coordenação de estabelecimento, a coadjuvação que acaba por ser um embuste, pois, em vez disso, o que acontece é a substituição dos docentes da turma por colegas seus, muitas vezes de outros ciclos de ensino…

A FENPROF solicitou que lhe fossem prestados esclarecimentos e, também, que fossem enviadas orientações para as escolas sobre:

- A definição do que é letivo e não é letivo, incluindo a questão dos intervalos, que devem ser parte integrante da componente letiva;
- A coadjuvação do docente titular de turma, que deverá ser isso mesmo;
- Sobre o ensino do Inglês no 3º ano de escolaridade: 
. que seja considerado nas 25 horas letivas dos alunos;
. que se esclareça quem lecciona esta disciplina nos casos em que não há docentes do grupo 120;
. que fazer com os alunos nos casos de turmas com 2  anos de escolaridade (2º e 3º ou 3º e 4º anos) em que o Inglês só é curricular para o 3º ano;

Da parte do MEC, além do registo das questões para dar conhecimento ao Secretário de Estado responsável pelo setor, foi afirmado que a discussão/debate é bem vinda mas, acrescentaram, inoportuna, por estarmos próximos de eleições; foi ainda referido que a política do MEC dá grande relevo à autonomia das escolas, atirando para elas parte das soluções encontradas (e, assim, dos problemas criados), entendendo, porém, que tudo se passa dentro do quadro legal vigente, apelando à FENPROF que,“se for ilegal, denunciem”…); que as decisões tomadas não são alheias à situação financeira do país...; que admitem existirem diferenças interpretativas (!) entre a FENPROF e o MEC sobre o que integra a componente letiva e não letiva… Esquecem os responsáveis do MEC que em ata negocial assinada entre as partes em junho de 2013, foi esclarecido o que faz parte de uma e outra componente. Acontece que o MEC nunca respeitou o que então 

Relativamente às dúvidas sobre a lecionação do Inglês vão ser remetidas à Secretaria de Estado do Ensino e da Administração Escolar, por ser dela a responsabilidade. Aguardam-se os esclarecimentos que daquela Secretaria de Estado deverão surgir.


O Secretariado Nacional da FENPROF
28/07/2015 



________________
Da nota anterior:

Recentemente, a FENPROF tornou público um conjunto de preocupações que tem em relação à situação que vive o 1.º Ciclo do Ensino Básico (ver comunicado). 

Os principais problemas detetados e referidos na tomada de posição que também foi enviada ao MEC relacionam-se com o aumento do horário letivo dos alunos, devido à introdução do Inglês, a multiplicidade de regimes de docência e a (des)organização reinante na elaboração dos horários dos professores (...).



O Secretariado Nacional da FENPROF
24/07/2915 

a actualidade do dia-a-dia, numa visão pessoal do jornalista...!

Bom dia, já leu o Expresso Curto Bom dia, este é o seu Expresso Curto
Miguel Cadete
Por Miguel Cadete
Diretor-Adjunto
 
31 de Julho de 2015
 

FÉRIAS! Entre a campanha eleitoral e a silly season 


Trata-se de ciência certa: amanhã será 1 de agosto e meio mundo vai de férias. Muitos partem para sul e, nesse caso, vale a pena saber os truques para evitar as estradas congestionadas na grande migração rumo ao Reino dos Algarves. Rui Cardoso, editor da secção Internacional, é rapaz batido em estradas de terra batida e sugere alternativas que podem evitar dissabores e um mau começo que ninguém deseja. O caríssimo leitor do Expresso Diário dispõe aqui de um incontornável guia carregado de conselhos e rotas alternativas que enunciam as melhores escapatórias. Afinal, o que são as férias senão uma esforçada tentativa de evasão?

De resto, o país divide-se entre uma campanha (eleitoral) alegre e a silly season. Nada de grave. Os números de desemprego continuam a ser o campo de batalha predileto e voltam a chegar às capas dos jornais. O “Jornal de Notícias” traz em manchete que foram “destruídos 210 mil empregos em quatro anos”, sublinhando que o desemprego jovem aumentou 31,6% na atual legislatura. É uma maneira de ver as coisas.

Já o “Jornal de Negócios” adianta que o valor da taxa de desemprego em junho, ontem anunciado pelo Instituto Nacional de Estatística, é de 12,4%, sendo o mais baixo de sempre desde 2011. Na mesma altura foi também revista, em baixa, a taxa para o mês de maio. Foi a maior revisão de sempre, e o INE declarou que, afinal, o desemprego não era de 13,2%, retirando-lhe 0,8%.

Torna-se pois claro que já estamos em campanha eleitoral, apesar de, em rigor, ela só ter início a 19 de setembro. Começam a conhecer-se as listas de candidatos a representar o povo na Assembleia da República durante a próxima legislatura e é nesse sentido que o Expresso construiu uma infografia onde se mostra, um a um, quem são os cabeças de lista em cada círculo. E porque o país não é só Lisboa (nem o Algarve, caro leitor!), onde se pode escolher entre Passos Coelho, António Costa, Jerónimo de Sousa, Mariana Mortágua e Rui Tavares, vale muito a pena saber quem são os outros concorrentes a morar na Casa da Democracia durante os próximos quatro anos (na melhor das hipóteses).

Depois da Segurança Social, em que se discute o plafonamento e/ou a sua privatização, é a banca que está a animar o debate. Não só porque a venda do Novo Banco se atrasou, podendo os interessados entregar as suas propostas até 7 de agosto, mas, sobretudo, porque as recentes declarações do primeiro-ministro levam o PS a suspeitar de que o Governo pretende privatizar a Caixa Geral de Depósitos. Um “velho sonho” que estaria novamente em curso, depois de o PM ter demonstrado misteriosa "preocupação" com o banco do Estado. Ainda ontem, foram revelados os resultados do 1º semestre deste ano: caso não seja tomada em conta a receita extra da seguradora Fidelidade, os lucros caíram 57,2%.

Para terminar as notícias respeitantes ao país, chamo a atenção para o trabalho de Rui Tentúgal, ontem publicado aqui: Portugal será o terceiro país com a população mais envelhecida em 2030. Uma autêntica tragédia: os portugueses terão nesse tempo uma média de idade de 50,2 anos, só ultrapassados pelos italianos e japoneses. A Índia, também se sabe, terá 1400 milhões de habitantes por esses dias, mais do que a China que hoje ocupa o primeiro lugar.

FUNGAGÁ DA BICHARADA
Há dois cães, vadios ao que parece, que andam a atacar os incautos que gozam férias em Quarteira. O “Público” avisa que o primeiro ataque dos canídeos, que ainda serão da família dos Pitbull, terá acontecido quando uma rapariga filmava o namorado a mergulhar. O cão rasgou-lhe as cuecas. Já o segundo assalto, também na Praia do Vidal, ocorreu quando uma criança foi atacada, 150 metros mais adiante. Um homem nos seus 57 anos procurou defendê-la e saiu da contenda com um músculo da perna rasgado. O acesso dos animais às praias está vedado por lei mas estes não a respeitam.

Dentista que matou leão pede desculpa. Walter Palmer, o dentista norte-americano que durante uma caçada matou o leão Cecil já se mostrou arrependido e declarou não ter conhecimento do carisma do animal, nem da popularidade que gozava junto da população. O dentista do Minnesota foi apanhado pela silly season depois de ter pago 50 mil dólares para participar numa caçada em que abateu o leão, de 13 anos, mais querido do Zimbabué. Palmer já havia sido condenado, em 2008, por ter assassinado um urso no Wisconsin.

Surfista Mick Fanning regressou ao mar e voltou a ser atacado por um tubarão. Onze dias depois de ter sido atacado por um tubarão, em direto na TV, quando participava numa etapa do campeonato do mundo na África do Sul, Mick Fanning regressou ao mar. Desta vez na Austrália, em Tweed Coast, onde as equipas de reportagem seguiam não só o campeão mas também a sua mãe, obviamente ansiosa. Foi sol de pouca dura, Fanning disse ter avistado uma barbatana e pisgou-se rapidamente da água.

MAIS SILLY SEASON
Jorge Mendes, o maior empresário de futebol do mundo, vai casar e reservou os Jardins de Serralves para o efeito. A notícia está na capa do “Correio da Manhã” que adianta os pormenores: na capela “só há 300 lugares sentados para 400 convidados”. Ainda mais surpreendente: “a decoração será com flores”. Ontem, no Expresso Diário, Valdemar Cruz discorria abundantemente sobre o tema, debatendo a pertinência da escolha da Fundação para o casório. Mendes terá alugado o espaço por cerca de cem mil euros.

Os emojis não são só conversa. Na verdade são muito mais do que isso. Quem quiser parecer sério pode dizer que esta é uma muito recente tendência que marca o regresso ao tempo dos hieróglifos, mas a verdade é que a linguagem dos bonequinhos é mais uma forma de vastas camadas da população – neste caso os mais jovens – codificarem as suas mensagens no espaço público. Vai de férias? Tente escrever as suas mensagens recorrendo única e exclusivamente aos emojis. Aprenda aqui como fazê-lo.

O mundo treme com a possível descoberta do avião da Malaysia Airlines que há 17 meses desapareceu sem deixar rasto. Numa Ilha da Reunião foi descoberta a asa de uma máquina voadora que um especialista já disse ser de um Boeing 777. Ora, o único 777 que se evaporou foi o da Malaysia Airlines, daí… A asa foi entretanto removida para França onde será alvo de testes para averiguar se pertence realmente ao avião do voo MH370. Os resultados só deverão ser conhecidos daqui a uma semana. Mas os australianos estão cada vez mais certos de que serão positivos.

Hoje a lua será azul. Não confundir, por favor, com a Super Lua e muito menos com a Lua de Sangue. A segunda Lua Cheia deste mês de Julho acontece hoje, mas tudo não passa de um erro que se cometeu em 1946 e se tornou recorrente nos últimos 20 anos. Cássio Barbosa, do Globo, explica tudo tintin por tintin. Mete ao barulho Bruce Willis, Cybil Shepherd e um almanaque Borda de Água publicado no Maine desde o século XIX.


OUTRAS NOTÍCIAS
Angola ao rubro. A eurodeputada portuguesa Ana Gomes foi ontem acusada pelo “Jornal de Angola” de “interferir” em assuntos do “foro interno” do país, sinal do clima de tensão que se vive em Luanda. Ana Gomes está na capital angolana a convite da Associação Justiça Paz e Democracia, tendo-se encontrado com várias figuras da oposição como é o caso de Rafael Marques. A acusação sucede depois de mais uma manifestação do denominado Movimento Revolucionário, na quarta-feira, ter sido impedida pela polícia. Nove manifestantes, que protestavam contra a prisão de 15 ativistas, considerados presos políticos, foram “recolhidos” pelas autoridades. Ana Gomes foi entretanto acusada de “apadrinhar os novos planos de subversão contra Angola”. Ontem, o Expresso Diário noticiava que se está a preparar uma ponte aérea de modo a que mais de 1000 técnicos superiores cubanos abandonem Angola nos próximos tempos. Professores e médicos não são pagos há três anos.

Alexis Tsipras conseguiu impedir a realização de um congresso extraordinário do Syriza, adiando a reunião magna do partido do governo grego para o mês de setembro. Assim sendo, fica sem efeito a proposta de um referendo interno do Syriza que aprovaria (ou não) as condições do resgate tal como foram desenhadas a 13 de julho. A decisão permitirá continuar as negociações com os credores, acalmando as cada vez maiores fações rebeldes do Syriza.

Black Lives Matter. O “New York Times” compilou dez vídeos que mostram de forma clara e sem deixar espaço para dúvidas o tratamento discriminatório da polícia norte-americana face aos negros. A tecnologia e as redes sociais têm sido uma arma essencial para provar aquilo que, diz o site do jornal de Nova Iorque, “os brancos não querem acreditar” mas que os negros há muito sabem. As imagens são, em vários casos, impressionantes e podem ver-se aqui.

Quantas vezes os seus dados pessoais já foram vistos por hackers? Boa pergunta! Informação reservada de mais de metade dos adultos norte-americanos já foi violada por hackers. Só no último ataque registado, à secretaria federal de Personal Management, foi roubada a informação respeitante a 21,5 milhões de pessoas. Neste questionário, procura-se perceber quantas vezes o número de cartão de crédito, impressões digitais, histórico de doenças ou número de telefone de cada cidadão dos EUA foi capturado por hackers. O registo em sites como o eBay ou Adobe, ou a utilização do cartão de crédito em retalhistas ou serviços como a Staples ou UPS pode aumentar seriamente o risco.


FRASES
“Antes de recolher os meus pertences das habituais bandejas, um segurança do aeroporto de São Francisco aproximou-se e mandou-me parar. Apalpou-me os testículos e o pénis”, Morrissey

“Se o Papa Francisco votasse em Portugal, votaria no PS”, Ascenso Simões, líder da campanha do PS

“Vamos continuar a trabalhar para alcançar uma geração livre da SIDA”, Barack Obama

“Usarei estas acusações como medalhas de honra”, Yanis Varoufakis

“Gostava que Portugal fosse um país para todos os portugueses”, António Zambujo


O QUE EU ANDO A OUVIR
“Presence”, “In Through The Out Door” e “Coda”: os três últimos discos dos Led Zeppelin que encerram o plano de reedições levado a cabo durante o último ano pelo próprio Jimmy Page. Não são, há poucos capazes de o desmentir, os melhores discos dos Zeppelin. Mas são fiéis representantes do rock’n’roll enquanto feira de vaidades. Se alguém inventou o circo, vamos chamar-lhe assim, esse alguém foram os Led Zeppelin. Aquilo que hoje nos parece natural - a ritualização da música e a sua comercialização, o modo de vida boémio e a sua respetiva decadência, o vil negócio e a elevação espiritual - já aqui se encontrava estabelecido, cristalizado e mesmo institucionalizado. Eles foram os primeiros, para o bem e para o mal, a descobrir os caminhos por onde o rock passaria como fenómeno de massas. E é também disso que trata a entrevista a Jimmy Page de Zé Pedro (dos Xutos & Pontapés) e Lia Pereira publicada na BLITZ que hoje chega às bancas. Um número especial pois nele ainda há espaço para outra reedição, a de “Sticky Fingers” dos Rolling Stones (por Nuno Galopim), para uma avaliação do pós-punk e da sua importância nos dias de hoje tal como inventado pelo Fall, Wire, Cabaret Voltaire, Mambranes ou Joy Division (por Rui Miguel Abreu), para a compreensão dos caminhos que levaram Taylor Swift da country ao estrelato pop (por Rui Miguel Abreu), para um portefólio de Gisela João em Londres (por José Sarmento de Matos) e para entrevistas com Sting, Prodigy, Jungle, Márcia e Nick Kent, o escriba musical do “NME” que fez história. A propósito: quem não conhecer a coletânea de textos “The Dark Stuff” devia ser terminantemente proibido de proclamar Lester Bangs como um dos melhores críticos de todo o sempre. Que digo?: só esse desconhecimento torna possível tal disparate. Ide ler!

Tenha umas boas férias, se for caso disso. Mas não deixe de acompanhar toda a atualidade e a melhor opinião no Expresso online ao longo do dia. Lá pelas 18h, o Expresso Diário não faltará. E amanhã é dia de semanário e da Revista E, onde é publicada a incrível história de Hélder Bataglia, o homem das sete partidas que em Portugal ficou conhecido pelos casos Monte Branco, Espírito Santo e Sócrates.

Na segunda-feira, Pedro Candeias regressa com o Expresso Curto para lançar uma semana na qual Sporting e Benfica se vão defrontar pela primeira vez esta época.

Até já!
 

informações [educação]... investigação [concurso fct] e lendas moiras... no boletim do cirep...!

Boletim Informativo n.º 112 – 31/07/2015

Informações Gerais

Concurso Investigador FCT 2015
O Programa Investigador FCT tem como objetivo apoiar o recrutamento, pelos centros de investigação nacionais, de investigadores internacionalmente competitivos e com capacidade comprovada para desenvolver investigação inovadora.

Podem candidatar-se investigadores doutorados de qualquer nacionalidade e qualquer área científica ou académica.

Os candidatos devem associar-se a instituições de acolhimento nacionais, nomeadamente instituições de ensino superior públicas e privadas, seus institutos e centros de I&D; Laboratórios Associados; Laboratórios do Estado; empresas públicas ou privadas com atividade de reconhecido interesse científico, e outras instituições públicas e privadas, sem fins lucrativos, que desenvolvam, ou participem em atividades de investigação científica.

O concurso está aberto até às 17:00 (hora de Lisboa) do dia 15 de setembro de 2015.


BZZZOIRA MOIRA
As lendas de mouras encantadas e seres fantásticos povoam todo o país. No norte do país conhecem-se de perto, desde os tempos de criança, algumas histórias que se contam sobre estes locais.

Esta é a história sobre um poço negro que dizem esconder um tesouro guardado por uma moura encantada por um feitiço... Durante a noite a jovem chora, enquanto se penteia, mas durante o dia é transformada num animal que afugenta o aguadeiro a caminho do poço, onde vai buscar água... Este é o início de uma extraordinária história. E à noite, quando se percorrem as ruas, podemos recordar que cada recanto esconde uma lenda, que esconde um mistério, que revela um pouco de nós, da nossa identidade e cultura.

Baseado nas histórias das mouras encantadas, o Teatro e Marionetas de Mandrágora apresenta o espetáculo “Bzzzoira Moira”, dia 12 de agosto, no Teatro Circo de Braga.



nota: estas informações são uma transcrição directa do boletim, logo respeitam o ao... infelizmente...!

legislação [geral e educação]... ceqp [autorizações]... via boletim do cirep...!

Boletim Informativo n.º 112 – 31/07/2015

Publicado em Diário da República

Portaria n.º 225-A/2015 - Diário da República n.º 147/2015, 1º Suplemento, Série I de 2015-07-30
, dos Ministérios da Saúde e da Educação e Ciência
Cria um consórcio entre o Centro Hospitalar de Lisboa Central, E. P. E. e a Faculdade de Ciências Médicas da Universidade Nova de Lisboa.

Despacho n.º 8379/2015 - Diário da República n.º 148/2015, Série II de 2015-07-31
, dos Ministérios dos Negócios Estrangeiros e da Educação e Ciência - Gabinetes dos Secretários de Estado das Comunidades Portuguesas e do Ensino e da Administração Escolar
Aprovação da Rede de Cursos do Ensino Português no Estrangeiro 2015/2016.

Despacho n.º 8411/2015 - Diário da República n.º 148/2015, Série II de 2015-07-31
, do Ministério da Educação e Ciência - Gabinete do Secretário de Estado do Ensino Superior
Reconhece, para efeitos do Estatuto dos Benefícios Fiscais, que a ENSINUS - Estudos Superiores, S. A., entidade instituidora do ISG - Instituto Superior de Gestão, prossegue atividades regulares consideradas de interesse educacional.

Despacho n.º 8412/2015 - Diário da República n.º 148/2015, Série II de 2015-07-31
, do Ministério da Educação e Ciência - Gabinete do Secretário de Estado do Ensino Superior
Nomeação do Conselho de Curadores da Fundação ISCTE-Instituto Universitário de Lisboa.

Despacho n.º 8415/2015 - Diário da República n.º 148/2015, Série II de 2015-07-31
, dos Ministérios da Educação e Ciência e da Solidariedade, Emprego e Segurança Social - Agência Nacional para a Qualificação e o Ensino Profissional, I. P.
Alteração do despacho de autorização de funcionamento do CQEP promovido pelo CINFU - Centro de Formação Profissional da Indústria de Fundição.

Despacho n.º 8416/2015 - Diário da República n.º 148/2015, Série II de 2015-07-31
, dos Ministérios da Educação e Ciência e da Solidariedade, Emprego e Segurança Social - Agência Nacional para a Qualificação e o Ensino Profissional, I. P.
Alteração do Despacho de autorização de funcionamento do CQEP promovido pelo Centro de Educação e Formação Profissional Integrada.

Despacho n.º 8417/2015 - Diário da República n.º 148/2015, Série II de 2015-07-31
, dos Ministérios da Educação e Ciência e da Solidariedade, Emprego e Segurança Social - Agência Nacional para a Qualificação e o Ensino Profissional, I. P.
Alteração do Despacho de autorização de funcionamento do CQEP promovido pelo Centro de Formação Profissional para o Comércio e Afins.

Despacho n.º 8418/2015 - Diário da República n.º 148/2015, Série II de 2015-07-31
, dos Ministérios da Educação e Ciência e da Solidariedade, Emprego e Segurança Social - Agência Nacional para a Qualificação e o Ensino Profissional, I. P.
Alteração do Despacho de autorização de funcionamento do CQEP promovido pelo Centro de Formação Profissional para o Setor Alimentar.

Despacho n.º 8419/2015 - Diário da República n.º 148/2015, Série II de 2015-07-31
, dos Ministérios da Educação e Ciência e da Solidariedade, Emprego e Segurança Social - Agência Nacional para a Qualificação e o Ensino Profissional, I. P.
Alteração do Despacho de autorização de funcionamento do CQEP promovido pelo Centro de Emprego e Formação Profissional de Bragança.

Despacho n.º 8420/2015 - Diário da República n.º 148/2015, Série II de 2015-07-31
, dos Ministérios da Educação e Ciência e da Solidariedade, Emprego e Segurança Social - Agência Nacional para a Qualificação e o Ensino Profissional, I. P.
Alteração do Despacho de autorização de funcionamento do CQEP promovido pelo Centro de Emprego e Formação Profissional de Aveiro.

Despacho n.º 8421/2015 - Diário da República n.º 148/2015, Série II de 2015-07-31
, dos Ministérios da Educação e Ciência e da Solidariedade, Emprego e Segurança Social - Agência Nacional para a Qualificação e o Ensino Profissional, I. P.
Alteração do Despacho de autorização de funcionamento do CQEP promovido pelo Centro de Emprego e Formação Profissional de Évora.

Despacho n.º 8422/2015 - Diário da República n.º 148/2015, Série II de 2015-07-31
, dos Ministérios da Educação e Ciência e da Solidariedade, Emprego e Segurança Social - Agência Nacional para a Qualificação e o Ensino Profissional, I. P.
Alteração do Despacho de autorização de funcionamento do CQEP promovido pelo Centro de Emprego e Formação Profissional de Lisboa.

Despacho n.º 8423/2015 - Diário da República n.º 148/2015, Série II de 2015-07-31
, dos Ministérios da Educação e Ciência e da Solidariedade, Emprego e Segurança Social - Agência Nacional para a Qualificação e o Ensino Profissional, I. P.
Alteração do Despacho de autorização de funcionamento do CQEP promovido pelo Centro de Emprego e Formação Profissional de Entre Douro e Vouga.

Despacho n.º 8424/2015 - Diário da República n.º 148/2015, Série II de 2015-07-31
, dos Ministérios da Educação e Ciência e da Solidariedade, Emprego e Segurança Social - Agência Nacional para a Qualificação e o Ensino Profissional, I. P.
Alteração do Despacho de autorização de funcionamento do CQEP promovido pelo CENCAL - Centro de Formação Profissional para a Indústria Cerâmica.

Despacho n.º 8425/2015 - Diário da República n.º 148/2015, Série II de 2015-07-31
, dos Ministérios da Educação e Ciência e da Solidariedade, Emprego e Segurança Social - Agência Nacional para a Qualificação e o Ensino Profissional, I. P.
Alteração do Despacho de autorização de funcionamento do CQEP promovido pelo Centro de Emprego e Formação Profissional de Águeda.

Despacho n.º 8426/2015 - Diário da República n.º 148/2015, Série II de 2015-07-31
, dos Ministérios da Educação e Ciência e da Solidariedade, Emprego e Segurança Social - Agência Nacional para a Qualificação e o Ensino Profissional, I. P.
Alteração do Despacho de autorização de funcionamento do CQEP promovido pelo Centro de Emprego e Formação Profissional de Coimbra.

Despacho n.º 8427/2015 - Diário da República n.º 148/2015, Série II de 2015-07-31
, dos Ministérios da Educação e Ciência e da Solidariedade, Emprego e Segurança Social - Agência Nacional para a Qualificação e o Ensino Profissional, I. P.
Alteração do Despacho de autorização de funcionamento do CQEP promovido pelo Centro de Emprego e Formação Profissional de Leiria.

Despacho n.º 8428/2015 - Diário da República n.º 148/2015, Série II de 2015-07-31
, dos Ministérios da Educação e Ciência e da Solidariedade, Emprego e Segurança Social - Agência Nacional para a Qualificação e o Ensino Profissional, I. P.
Alteração do Despacho de autorização de funcionamento do CQEP promovido pelo Centro de Emprego e Formação Profissional da Amadora.

Despacho n.º 8429/2015 - Diário da República n.º 148/2015, Série II de 2015-07-31
, dos Ministérios da Educação e Ciência e da Solidariedade, Emprego e Segurança Social - Agência Nacional para a Qualificação e o Ensino Profissional, I. P.
Alteração do Despacho de autorização de funcionamento do CQEP promovido pelo Centro de Emprego e Formação Profissional da Guarda.

Despacho n.º 8430/2015 - Diário da República n.º 148/2015, Série II de 2015-07-31
, dos Ministérios da Educação e Ciência e da Solidariedade, Emprego e Segurança Social - Agência Nacional para a Qualificação e o Ensino Profissional, I. P.
Alteração do Despacho de autorização de funcionamento do CQEP promovido pelo Centro de Emprego e Formação Profissional de Beja.

Despacho n.º 8431/2015 - Diário da República n.º 148/2015, Série II de 2015-07-31
, dos Ministérios da Educação e Ciência e da Solidariedade, Emprego e Segurança Social - Agência Nacional para a Qualificação e o Ensino Profissional, I. P.
Alteração do Despacho de autorização de funcionamento do CQEP promovido pelo Centro de Emprego e Formação Profissional de Braga.
Diplomas para Publicação em Diário da República

Gabinetes dos Ministros de Estado e das Finanças e da Educação e Ciência
— Portaria – Autoriza a Parque Escolar, E.P.E, a assumir os encargos relativos ao contrato para a conclusão da empreitada de execução das obras de modernização da Escola Secundária de Ponte de Lima.

— Portaria – Autoriza a Parque Escolar, E.P.E, a assumir os encargos relativos ao contrato para a prestação de serviços de gestão e fiscalização da empreitada de conclusão das obras de modernização da Escola Secundária de Ponte de Lima.


Gabinete do Secretário de Estado do Ensino e da Administração Escolar
— Despacho – Regula as condições de aplicação das medidas de ação social escolar, da responsabilidade do Ministério da Educação e Ciência e dos municípios.
  

continuando o dia... anacronicamente, em velocidade de cruzeiro...?

Via rápida para investigar abusos sexuais de crianças



"Denúncias de abusos por familiares vão para o Ministério Público sem passar pelas comissões de proteção e sem o consentimento dos pais.

A nova Lei de Proteção de Crianças e Jovens em Risco, aprovada dia 22 de julho no Parlamento, retira as comissões de proteção da fase inicial do processo. Quando em hospitais ou escolas, por exemplo, houver suspeitas de que um menor foi vítima de abuso sexual por parte de familiares, a denúncia passa a ser feita diretamente ao Ministério Público. O objetivo é agilizar os processos e garantir a proteção em tempo útil. A medida é bem acolhida pelas comissões, que até agora se viam na obrigação de pedir consentimento aos pais das crianças vítimas de abusos para iniciar um processo.

A criança de 12 anos que foi violada pelo padrasto e depois autorizada a abortar no final de abril deste ano pela equipa clínica do hospital de Santa Maria, em Lisboa, inscreve-se no tipo de casos que vai deixar de ter intervenção inicial da Comissão de Proteção de Crianças e Jovens em Risco (CPCJR) e passar diretamente para o Ministério Público.

O esvaziar dessa competência até é do agrado das comissões, como o DN confirmou. "Era um problema que tínhamos, o de ter de pedir o consentimento aos pais de uma criança abusada para abrir um processo de promoção e proteção de menor quando o pai ou outro familiar era o abusador, por exemplo", reconhece Teresa Espírito Santo, membro da equipa técnica da Comissão Nacional de Proteção de Crianças e Jovens em Risco."


no dn em linha...



comentário:
agora a justiça tem auto-estradas, vias rápidas e quejandos...?

é que normalmente anda por veredas e caminhos de pé posto, quando não se perde por falta de gps (?)...!

dixit.

legislação [geral]... bancos e amas... no dre...!

Diário da República n.º 148/2015, Série I de 2015-07-31



Ministério das Finanças 

Procede à trigésima sétima alteração ao Regime Geral das Instituições de Crédito e Sociedades Financeiras, aprovado pelo Decreto-Lei n.º 298/92, de 31 de dezembro
 
Ministérios das Finanças e da Solidariedade, Emprego e Segurança Social 

Regulamenta o seguro obrigatório de acidentes pessoais das crianças em ama
 
Ministério dos Negócios Estrangeiros 

Procede à extinção, por fusão, do Instituto de Investigação Científica e Tropical, I. P., e à primeira alteração ao Decreto-Lei n.º 103/2012, de 16 de maio, que aprova a orgânica da Direção-Geral do Livro, dos Arquivos e das Bibliotecas 

à atenção dos professores... ensino artístico [candidatura financiamento]... via dgeste...!

Aviso de Abertura do processo de candidatura a apoio financeiro a conceder em 2015/2016, no âmbito do contrato de patrocínio, a estabelecimentos do ensino particular e cooperativo que ministram cursos do Ensino Artístico Especializado


Por adminDGEstE ⋅ 30/07/2015 ⋅ 


Torna-se público o concurso de atribuição de apoio financeiro do Estado, através de contrato de patrocínio, às entidades proprietárias de escolas do ensino particular e cooperativo que lecionam cursos do ensino artístico especializado da dança, da música e das artes visuais e audiovisuais, no ano letivo de 2015/2016, constante em Aviso de Abertura, determinado por despacho de 30/07/2015, do Senhor Secretário de Estado do Ensino Básico e Secundário, nos termos da Portaria n.º 224-A/2015, de 29 de julho.

Os oponentes ao concurso deverão formalizar o procedimento através do preenchimento e envio do formulário de candidatura em formato Excel. A restante documentação necessária deverá ser digitalizada.

à atenção dos professores... bibliotecários [2ª fase]... via dgae...!

30Julho2015

Professores Bibliotecários 2.ª fase


Aplicação eletrónica – 2.ª fase 
Consulte a documentação 



30Julho2015


Aplicação eletrónica - 2.ª fase


Manual Bibliotecários - 2.ª fase.pdf

 

à atenção dos professores... contratação de escola [informação e aplicação]... via dgae...!

29Julho2015

Contratação de Escola

Aplicação disponível - pedido de horários de grupos de recrutamento do ensino artístico especializado da música e da dança e de horários de Técnicos Especializados


29 Julho 2015         



Nota Informativa - Contratação de Escola.pdf