sexta-feira, 20 de abril de 2018

coisas de impostos... o melhor é precatarem-se, não vá vá o diabo tecê-las...!

Tudo sobre o IRS e o IMI num guia que não podes perder


Gtres
Gtres

Autor: Redação



O mês de abril chegou e trouxe com ele o Imposto Municipal sobre Imóveis (IMI). A nota de cobrança do imposto já terá chegado, por esta altura, à casa de muitos portugueses. Mas o IMI não veio sozinho. Abril também é o mês do IRS. A corrida à entrega da declaração de rendimentos já começou, mas há detalhes – e novidades – que nunca são demais recordar.
A pensar nisso, decidimos preparar um especial que te pode ajudar a entender melhor estes dois aliados de abril. Primeiro o IMI, que é pago em abril, julho e novembro (nestes últimos dois meses apenas se exceder os 250 euros), e depois o IRS, que terá de ser entregue até 31 de maio.
IRS
IMI
via idealista...

quarta-feira, 18 de abril de 2018

mais formação em vista...

Formação INA  | CURSOS PARA O MÊS DE MAIO
 
     
 
Em destaque
 
   
RGPD: ABORDAGEM JURÍDICA
O Regulamento Geral da Proteção de Dados (RGPD) impõe obrigações rigorosas em matéria de proteção de dados pessoais, cuja análise jurídica com destaque para a jurisprudência, permite uma aplicação eficaz nos organismos públicos, evitando sanções.
 
   
 
Formação de Dirigentes
 
 
METODOLOGIAS DE DECISÃO PARA OS SERVIÇOS PÚBLICOS  programa
 
     
 
Competências de Boa Governação
 
 
LEI GERAL DO TRABALHO EM FUNÇÕES PÚBLICAS programa
VANTAGENS E ARMADILHAS DAS MEDIDAS DE DESEMPENHO
programa
DESENHO E IMPLEMENTAÇÃO DE INDICADORES DE APOIO À DECISÃO
programa
GESTÃO DE PROJETOS - CONCEITOS BASE, PROCESSOS, METODOLOGIAS E FERRAMENTAS
programa
SABER ELABORAR CANDIDATURAS: "PORTUGAL 2020"
programa
ENTREVISTA DE AVALIAÇÃO DE COMPETÊNCIAS
programa
CONSTRUÇÃO DO DIRETÓRIO DE COMPETÊNCIAS E GESTÃO DA FORMAÇÃO programa
QUAR - QUADRO DE AVALIAÇÃO E RESPONSABILIZAÇÃO (SIADAP 1) E CONTROLO INTERNO programa
ARQUIVO: ORGANIZAÇÃO E MANUTENÇÃO programa
VANTAGENS E ARMADILHAS DAS MEDIDAS DE DESEMPENHO programa
REGIME DE PROTEÇÃO NOS ACIDENTES DE TRABALHO E DOENÇAS PROFISSIONAIS programa
GESTÃO DE PROJETOS - CERTIFICAÇÃO IPMA programa
 
     
 
Competências Comportamentais e Organizacionais
 
 
SABER SISTEMATIZAR INFORMAÇÃO ESCRITA programa
SOCIAL MEDIA MARKETING E GESTÃO DE PÁGINAS DE FACEBOOK programa
GESTÃO POSITIVA DAS RECLAMAÇÕES: DO CLIENTE INTERNO AO EXTERNO programa
ORGANIZAÇÃO DO TRABALHO DE APOIO ADMINISTRATIVO programa
COMUNICAÇÃO E MARKETING PÚBLICO programa
ROI DO MARKETING E DA COMUNICAÇÃO programa
 
     
 
Competências Técnico-Instrumentais
 
 
CÓDIGO DO PROCEDIMENTO ADMINISTRATIVO PARA NÃO JURISTAS programa
CONTABILIDADE PÚBLICA PARA NÃO FINANCEIROS programa
WORKSHOP: A LEI DOS COMPROMISSOS E DOS PAGAMENTOS EM ATRASO programa
SNC-AP: CASOS PRÁTICOS programa
O IMPACTO DO RGPD NA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA programa
GESTÃO DE TESOURARIA E FUNDO DE MANEIO programa
SABER FAZER CONSULTAS PRÉVIAS E CONCURSOS PÚBLICOS programa
ENCARREGADO DE PROTEÇÃO DE DADOS (DPO) proograma
GESTÃO DE ATIVOS PATRIMONIAIS proograma
 
     
 
Competências Digitais
 
 
SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO: GESTÃO DE RISCO DE TI programa
BASE DE DADOS ACCESS programa
AUTOMATIZAÇÃO DE PROCESSOS ADMINISTRATIVOS: DA UTILIZAÇÃO DO OFFICE ÀS FERRAMENTAS WORKFLOW programa
WORKSHOP WEB ANALYTICS NA AP – INICIAL programa
GESTÃO E UTILIZAÇÂO DO PORTAL BASE programa
PREZI: APRESENTAÇÕES CRIATIVAS DE ALTO IMPACTO programa
 
     
  Nota: Este infomail não esgota a oferta formativa do INA para o período em causa. Para conhecer a totalidade dos cursos aceda aqui.

sábado, 14 de abril de 2018

novidades da arquitectura...



e-newsletter mais n.º 146 | 7-4-2018 | Ano VII Ordem dos Arquitectos


Destaque  


Ordem dos Arquitectos recebida pela Presidência da República

A Ordem dos Arquitectos, enquanto associação pública profissional com a atribuição de regulação e defesa do exercício da Arquitectura e da profissão em Portugal, foi recebida na Presidência da República, no seguimento da aprovação em plenário da Assembleia da República, no passado dia 16 de Março, do Projecto de Lei n.º 495/XIII/2.ª, uma iniciativa legislativa que pretende permitir o exercício e a prática da Arquitectura a profissionais sem a devida formação habilitante, para além de promover alterações à legislação em vigor, em benefício dos agentes técnicos de arquitectura e engenharia (ATAE), de forma extemporânea e injustificada, considerando o processo legislativo que se iniciou com a primeira iniciativa legislativa por parte de cidadãos em Portugal, e que decorre em continuidade com o disposto na Lei n.º 31/2009 .

A Ordem dos Arquitectos transmitiu a sua profunda indignação pela forma como este processo de alteração legislativa decorreu, e a sua profunda preocupação com a desregulação que se adivinha para o sector da construção, incluindo a possibilidade de outros profissionais sem qualificações para o efeito virem a realizar projectos de arquitectura.

De forma basilar, o alargamento do âmbito da profissão de arquitecto e da profissão de engenheiro a outros agentes não qualificados constitui um retrocesso ao enquadramento que vigorou com o Decreto n.º 73/73, o qual não tem qualquer justificação no contexto socioeconómico do país actual.

Neste sentido, tendo presente as competências e a actuação esclarecida que lhe reconhecemos, a Ordem dos Arquitectos deixou o apelo ao Senhor Presidente da República, para que considere a posição da Ordem dos Arquitectos relativa a este processo legislativo, lesivo da profissão de Arquitecto, do território, da paisagem e da qualidade de vida da população e que contraria a 1ª Iniciativa Legislativa de Cidadãos e a Resolução da Assembleia da República n.º 52/2003, de 22 de Maio.


Notícias  


Lisboa aposta na Reabilitação Urbana
De 9 a 15 de Abril



Participa na discussão pública
De 26 de Abril a 15 de Junho
Na sequência da resolução do Conselho de Ministros nº 44/2016, de 23 de Agosto, foi iniciado o processo de alteração do Programa Nacional da Política de Ordenamento do Território (PNPOT), que se desenvolveu sob a liderança e a coordenação da Direcção-Geral do Território. A proposta estará em discussão pública a partir do dia 26 de Abril.
mais

---



LUNAWOOD® : projectos com madeiras termomodificadas
Lisboa | 18 de Abril
A madeira modificada Thermowood é obtida por tratamento térmico e sem adição de produtos químicos - 100% ecológica - respeitando as propriedades naturais da madeira. O processo de produção patenteado baseia-se na modificação térmica gradual da madeira, em que as propriedades químicas e físicas da madeira sofrem alterações permanentes (madeira termotratada não significa thermowood).
mais

---




quinta-feira, 12 de abril de 2018

divulgando...

Secretariado Nacional para os Bens Culturais da Igreja
mac pero convite
"MESTRES DA ARTE CRISTÃ": 1º NÚMERO DEDICADO A MESTRE PERO
20 Abril 2018, Museu Nacional de Machado de Castro
Projecto editorial do Secretariado Nacional para os Bens Culturais da Igreja, desenvolvido em parceria com a Direcção-Geral do Património Cultural, visa aprofundar o conhecimento em torno de alguns dos mais destacados autores de cada tempo, responsáveis pela produção artística de matriz cristã. Da idade média à contemporaneidade, nas áreas da arquitectura, pintura, escultura e artes decorativas, aposta no rigor de uma metodologia actualizada, com a colaboração de diversos especialistas.
1º número já disponível: Pero: O Mestre das Imagens (1300-1350)
Ver mais

leiria-fatima congresso cartaz
LEIRIA-FÁTIMA: CONGRESSO SOBRE O "PROCESSO HISTÓRICO DA DIOCESE DE LEIRIA-FÁTIMA"
17 a 19 Maio 2018, Instituto Politécnico de Leira
Iniciativa do Departamento do Património Cultural da Diocese de Leiria-Fátima, em parceria com a Academia Portuguesa da História, constitui um congresso evocativo realizado no âmbito do centenário da restauração da diocese de Leiria-Fátima.

santarm jornadacartaxo cartaz
SANTARÉM: VII JORNADA DIOCESANA "VIAGENS AO PATRÓNIO LOCAL"
14 Abril 2018, Centro Cultural do Cartaxo e Igreja de São João Batista
Com o objetivo de dar a conhecer o património do Concelho, em particular o da Igreja de São João Batista do Cartaxo, esta jornada é, ao exemplo dos anos anteriores, um momento privilegiado para aprofundar a história e simbologia do património religioso ao serviço da comunidade.



setubal comarteecomalma programa geral
SETÚBAL: COM ARTE E COM ALMA
8 Maio 2018, Igreja de São Lourenço, Alhos Vedros
Iniciativa da Comissão Diocesana de Arte Sacra da Diocese de Setúbal, pretende divulgar os bens culturais da Igreja existentes no seu território, através de um conjunto de conferências, em diversas igrejas da diocese. 7ª sessão dedicada ao tema da Azulejaria.

viseu encontros com expresso de f cartaz
VISEU: ENCONTROS COM EXPRESSÕES DE FÉ VIVA
22 Abril 2018, Seminário Maior de Viseu
Ciclo de conferências mensais onde serão abordadas diversas áreas dos Bens Culturais da Igreja, enquanto expressões de uma Fé viva, é promovido no âmbito dos 10 anos do Departamento de Bens Culturais da Diocese de Viseu. Primeira conferência a cargo de Marco Daniel Duarte e Fátima Eusébio.


fb 1

leituras educação... a legislação do mês de março... via cirep...!


vendo (vendemos)...



terça-feira, 10 de abril de 2018

coisas... orçamentais e outras...!



Nesta edição, relembramos o próximo evento IPP, e damos a conhecer a última análise da execução orçamental no jornal Observador e os últimos artigos publicados no jornal Público.


Uma estratégia orçamental sustentável para Portugal 

Relembramos que é já amanhã às 18h no Auditório 2 do ISEG que decorrerá a sessão de lançamento do livro Uma estratégia orçamental sustentável para Portugal, da autoria de Paulo Trigo Pereira, Ricardo Cabral, Luís Teles Morais, e Joana Andrade Vicente.

> Consulte mais informações aqui.
 

Parceria IPP - Público

 
No âmbito da parceria IPP com o jornal Público (espaço semanal de opinião às segundas-feiras), damos a conhecer os últimos artigos:

. "Fogacho empreendedor?", por Pedro Manuel Costa (associado IPP), na edição de 2 de abril, sobre o estado atual do ecossistema tecnológico português, que já mereceu entretanto uma resposta por parte do CEO da Startup Portugal.

. "A sociedade civil europeia pede um caminho de crescimento sustentável, inclusivo e amigo o ambiente para a UE", por Luís Teles Morais (diretor executivo IPP) e Sabrina Schulz (Third Generation Environmentalism), na edição de 26 de março, sobre o sentido que se tem dado ao crescimento económico na Europa (no âmbito do projeto Dialogue on Europe).


. "A polémica do professor Passos Coelho e o estado da Ciência em Portugal", por Sofia Serra da Silva (investigadora associada IPP), na edição de 19 de março, sobre a contestação dos investigadores e docentes com o convite de Passos para o ISCSP. Destacamos o grande interesse que este artigo despoletou, tendo atingido cerca de 500 partilhas.

> Consulte mais publicações aqui.


Execução orçamental fevereiro


Na análise de fevereiro, Joana Vicente reforça que o défice de 2017 é o mais baixo da democracia (0,9%) apenas se não se contabilizarem os custos com a recapitalização da CGD (passando aí para 3%).

É do lado da receita (aumento de 4,7%) que permanece o maior contributo para a consolidação das contas, dado o aumento do emprego e crescimento económico, mantendo-se a tendência de maior crescimento dos impostos indiretos.

Em 2018 as despesas com pessoal serão um grande desafio, com a incorporação total da reposição dos salários e o descongelamento das carreiras - tendo em mente que já em 2017 esta rubrica derrapou.

O aumento registado no investimento (5%) continua a não ser suficiente, não devendo ser considerado meramente como uma variável de ajustamento.

Na área da saúde regista-se um novo aumento da dívida não financeira dos Hospitais EPE, mas deposita-se esperança na nova Estrutura de Missão para a Sustentabilidade Orçamental da Saúde, que permite fazer a ponte entre o Ministério das Finanças e o Ministério da Saúde.

> Consulte a notícia aqui.


Aniversário IPP

É já amanhã que o IPP celebra o seu 5º aniversário como associação sem fins lucrativos. Têm sido cinco anos de consolidação da imagem como think tank de referência em Portugal, capaz de uma intervenção forte no debate público, para melhorar a qualidade da definição e implementação das políticas públicas.

Este processo tem sido apenas possível graças ao apoio incondicional dos subscritores e associados do IPP, que possibilitam que o mesmo possa ser considerado uma referência nacional na análise e avaliação de políticas públicas nacionais e europeias, contribuindo cada vez mais com respostas eficazes e democráticas das políticas públicas no contexto desafiante e incerto que Portugal enfrenta.

> Caso ainda não seja associado do IPP e queira passar a contribuir de uma forma mais ativa, pode encontrar mais informações aqui.

divulgação, formação artística, via apevt...

- INFORMAÇÃO -
APEVT

ABR 2018





Encontro Nacional APEVT 2018



 

 




Educação Artística e Tecnológica, uma nova possibilidade de aprender

Porto, 14 abril 2018 - Escola Secundária Garcia de Orta

A APEVT realiza mais um Encontro Nacional que se projeta na especificidade das questões de caráter científico, pedagógico, cultural e profissional dos professores das áreas de ensino da expressão plástica, da educação visual, da educação tecnológica, da arte, design e tecnologias e na sua inserção interveniente no sistema educativa português. Se na atualidade o sentido da educação é preparar os jovens para lidar com os problemas inerentes às sociedades multiculturais e tecnológicas como as nossas, num mundo globalizado e interligado, deve dotá-los de um domínio acrescido de competências emocionais, sociais, intelectuais e de maior capacidade de adaptação e flexibilidade para solucionarem problemas mobilizando conhecimentos. É neste quadro que nos propomos tratar o tema, “Educação Artística e Tecnológica, uma nova possibilidade de aprender”, pondo em evidencia o papel da educação artística para a construção de um futuro sustentável com criatividade, inovação, pensamento crítico e de um entendimento sobre a capacidade que a educação tecnológica oferece para lidar com os desafios do futuro. Por outro lado, a tutela optou por uma mudança não disruptiva que pretende promover o sucesso dando autonomia às escolas, para contextualizar e flexibilizar o currículo. Esta realidade permite explorar formas diferentes de organizar os currículos, no sentido da inversão do impacto negativo do currículo prescritivo, normativo e demasiado extenso, valorizando as escolas e os professores como garante de melhores aprendizagens, o que dá uma nova possibilidade de aprender para os alunos. O tema geral integrador proporciona abordagens cientificas, pedagógicas e didáticas em diversos subtemas, com que alguns professores já contactaram este ano e que todos se verão confrontados no próximo ano, ou seja:
  • O Perfil dos Alunos à Saída da Escolaridade - Visão, princípios, valores e competências para a escola portuguesa do século XXI.
  • O Projeto de Autonomia e Flexibilização Curricular - Aprendizagens Essenciais como referente da organização e operacionalização do ensino na área artística e tecnológica.
  • Promoção de competências na área artística e tecnológica para os objetivos e pressupostos previstos na Agenda 2030 de Desenvolvimento Sustentável.
  • Avaliação Educativa - Provas de Aferição na Educação Visual e Educação Tecnológica.
  • Área artística e tecnológica: aplicações práticas de tecnologias digitais em contexto e problemáticas de implementação.
Pode consultar PROGRAMA e fazer a sua INSCRIÇÃO AQUI.
Outras informações pelo email info@apevt.pt ou pelo 912355500:



PROGRAMA:
 
08h30 – Receção
09h00Sessão de abertura: Finalidades do Encontro e Abertura da Assembleia Geral
Diretor do Agrupamento de Escolas Garcia da Orta, Rui Fonseca, Presidente da Direção da APEVT, Carlos Gomes e Presidente da Mesa da Assembleia, António Alves.
09h30 – Conferencia I: O Perfil do Aluno à Saída da Escolaridade
Visão, princípios, valores áreas de competências para a escola, comunidade de aprendizagens.
Conferencistas: Sónia Rodrigues e Carla Dimitri. Moderadora – Iva Neves.
10h30 – Coffee break
11h00 – Conferência II: O Projeto de Autonomia e Flexibilização Curricular
Aprendizagens Essenciais como referente da organização do ensino.
Conferencistas: Ariana Cosme e Rui Trindade Moderadora: Manuela Bigote.
12h30 – Sessões Paralelas
Área artística e tecnológica: Aplicações práticas de tecnologias digitais em contexto, problemáticas de implementação – Sala1
Apresentação: Artur Coelho
Flexibilização curricular: desafios e estratégias para as áreas artísticas e tecnológicas – Sala 2
Apresentação: Rui Rodrigues
13.30 – Almoço
14h30 – Sessões Paralelas
Avaliação Educativa: Provas de Aferição nas disciplinas da Educação Visual e Educação Tecnológica – Sala 1
Apresentação: António José Alves
Área artística e tecnológica: Ferramentas digitais e experiências interativas em contexto – Sala 2
Apresentação: Paula Barroca
15h30 – Conferencia III: As competências nas Artes e na Tecnologia para promoção dos objetivos da Agenda 2030 de Desenvolvimento Sustentável
Conferencistas: José Paiva e João Bartolomeu Moderadora: Sofia Arlete.
16h30 – Conferencia IV: Desenvolvimento dos currículos escolares do século XXI |O ensino das Artes e da Tecnologia
Conferencistas: Carlos Gomes e Joaquim Nogueira. Moderadora Sónia Santos.
17h30 – Porto d´Honra
18.00 Sessão de encerramento
Assembleia Geral – resultados da votação e tomada de posse dos membros dos órgãos sociais a APEVT para o triénio 2018/2021. Mesa da Assembleia Geral.
 

NOTA:

O encontro é gratuito para os associados APEVT, formadores e formandos APEVT (que realizaram formação em 2018) e para professores pertencentes ao AE Garcia de Orta (onde se realiza o encontro).
Tem um custo simbólico de 5€ para outros professores.
O encontro está acreditado como ACD para fins de obtenção de cráditos para progressão na carreira.
Apesar das condições de gratuitidade para alguns participantes, todos devem realizar a sua inscrição no encontro pelo formulário online para que se possa assegurar os dados de acreditação ACD.
Obrigado pela compreensão.