terça-feira, 28 de novembro de 2017

nas aulas do 'professor' (?) fracote...

"NAS AULAS DO PROFESSOR FRACOTE
Sofro de doença mental. Aqui há cerca de um ano adoeci. Consultei um psiquiatra de renome e em quem confiava. Este retirou-me quase toda a medicação. Piorei e fui internado na psiquiatria dos CHUC (cerca de um mês). Aquando do internamento estava muito descompensado.
Só hoje à distância de um ano e já totalmente estável, é que vejo o “sem sentido” da minha verborreia.
O Professor Fracote convidou-me para ir às suas aulas falar do que se passava comigo. Eu prontamente (e cegamente) aceitei e até dizia: “vocês querem-me ouvir e eu quero falar - por isso juntamos o útil ao agradável”.
Lembro-me perfeitamente, entrei nas aulas do Professor, completamente fora de mim: gritava, falava de tudo e mais alguma coisa e principalmente da minha vida íntima e sexual. A sala estava cheia de estudantes de medicina: uns riam, outros “choravam” e a maior parte ficava atónita. Eu “sentia-me” importante quando na verdade fiz figura de estúpido!
Sei que o CHUC é um hospital universitário e por isso os doentes servem de cobaias humanas a bem da humanidade. Não sei se é ilegal esta exploração psicológica, sei que no mínimo, é imoral. Durou um ano a minha reabilitação total. Só hoje me sinto lúcido e me apercebo que fui enxovalhado pelo Professor Fracote e os seus pupilos. Sim, voltei com a palavra atrás, porque só agora recuperei e consigo refletir sobre o que me aconteceu e como estava perturbado.
Os doentes mentais não têm direitos. Não são tratados com dignidade. São fantoches nas mãos de alguns psiquiatras que “brincam” com as suas doenças e condições psicológicas.
Há uma grande falta de humanidade por parte de alguns profissionais que apenas querem progredir na carreira à custa dos “maluquinhos”.
(Fracote é uma alcunha fictícia).
in Diário As Beiras 27-11-2017
José A. Crespo de Carvalho
"



nota: quem escreve é meu primo em segundo grau e deixo a transcrição do comentário que deixei no fb -

'eu vou 'roubar' a prosa e fico estupefacto com a situação pois bem sei, por experiência própria, que a coisa pode descambar em benefício interesseiro de terceiros... as palavras impressas são testemunho que jamais se perderá e nem todos têm a tua coragem para falar e lidar com os problemas do foro psiquiátrico... estou contigo...!'

a piada do dia...


Taxista inglês - Que classe !


 
"Isto aconteceu na cidade inglesa de Manchester....

Um muçulmano devoto entra num táxi..
Uma vez sentado, pede ao taxista para desligar o rádio, porque não quer ouvir música, como decretado na sua religião, e porque no tempo do profeta Maomé não havia música, especialmente música ocidental, que é música dos infiéis.

O motorista do táxi educadamente desliga o rádio, sai do carro dirige-se à porta do lado do cliente e abre-a.
O muçulmano pergunta: - “O que está a fazer ?”
Resposta do taxista: - “No tempo do profeta não havia táxis; por isso saia e espere pelo próximo camelo !...”"

e esta, han: "Comunicações escutadas a nível global"...



"A partir de amanhã, em todo o mundo, existem novas regras de comunicação, todos os governos da Europa, América do Norte e América do Sul chegaram a um acordo com a Whatsapp, Twiter, Facebook e outros canais de comunicação Todas as chamadas serão gravadas. Todos os registros de chamadas telefônicas são gravados. Todas as mensagens e chamadas WhatsApp são gravadas. O Twitter é monitorado. *NO BRASIL O STF AUTORIZOU O MONITORAMENTO*.
O Facebook é monitorado. Todas as mídias e fóruns sociais são monitorados. Por favor, informe aqueles que não sabem. Todos os dispositivos estão conectados aos sistemas departamentais do Governo Federal e dos governos do mundo. TAL ACÇÃO É PARA MONITORAR O CRIME ORGANIZADO, E TERRORISMO. Tenha cuidado para não enviar mensagens ou informações desnecessárias que sejam contrárias aos governos, leis e moralidade. Evite dizer informações sensíveis ou sensíveis aos seus amigos e familiares. Diga aos seus filhos e tenha muito cuidado!

É muito importante transmitir esta mensagem hoje. Porque a partir de amanhã já existe uma outra forma de vigilância em todos os países do mundo. Incrível mas certo. Envie-o apenas hoje a todos os seus entes queridos e amigos.

Tudo o que escreve ou fala pode ser usado contra si e não é uma piada é uma realidade!
 
Repassem urgente!"
 
 
comentário:
não sei exactamente a data do conteúdo desta mensagem, que me foi enviada por uma amiga, mas o que importa aqui é que a minha liberdade está a ser cerceada em nome não se sabe bem do quê, com as desculpas atribiliárias do costume: terrorismo e afins, quando uma das raízes do 'mal' está, exactamente, dentro daquele que se julga o senhor do mundo...
 
para bom entendedor...

domingo, 26 de novembro de 2017

hoje há poesia...



No século XVII, época do Barroco, os artistas eram dados a estes jogos.

Às vezes até se ficavam pelos trocadilhos, não curando dos assuntos.

Mas este tem assunto bem recheado de saber.

Soneto, obra-prima do trocadilho, escrito no século XVII por Frei António das Chagas (António Fonseca Soares).


CONTA E TEMPO

Deus pede estrita conta de meu tempo.
E eu vou, do meu tempo, dar-lhe conta.
Mas, como dar, sem tempo, tanta conta,
Eu, que gastei, sem conta, tanto tempo?

Para dar minha conta feita a tempo,
O tempo me foi dado, e não fiz conta.
Não quis, sobrando tempo, fazer conta.
Hoje, quero fazer conta, e não há tempo.

Oh, vós, que tendes tempo sem ter conta,
Não gasteis vosso tempo em passatempo.
Cuidai, enquanto é tempo, em fazer conta!

Pois, aqueles que, sem conta, gastam tempo,
Quando o tempo chegar, de prestar conta,
Chorarão, como eu, o não ter tempo...
 
 
comentário:
foi-me enviado em mensagem por uma amiga e achei por bem publicar, primeiro porque não conhecia, segundo porque o tema é reflexivo, prestando-se à introspecção e, claro, pelos trocadilhos...

sábado, 18 de novembro de 2017

coisas do sono... uma excelente entrevista...!


Entrevista
“O sono pode ficar definitivamente escangalhado”


A ideia do sono bom mitificou-se ao ponto de se tornar uma fantasia para boa parte da população. Teresa Paiva, neurologista, defende uma revolução social que devolva ao sono a importância que ele tem. Para que a moda de falar do sono não seja apenas isso e leve a uma alteração de comportamentos.





Foto
“Agora estamos com hábitos do tempo da agricultura: sempre disponíveis para trabalhar” Miguel Manso

Teresa Paiva, a mais conceituada especialista portuguesa em sono, alimenta as tartarugas que andam pelo jardim da sua casa-clínica, no bairro de Campolide, em Lisboa. Nada parece alterar o semblante calmo desta mulher, que conheceu o stress pós-traumático quando, em 2008, foi feita refém durante o assalto a um banco. Foi um dos acontecimentos da sua vida que lhe tiraram o sono, confessa a neurologista de 71 anos que continua a ver 15 doentes por dia, uma capacidade que, garante, lhe vem do facto de dormir bem e de fazer umas power naps sempre que se sente mais cansada. O seu objectivo actual é promover soluções públicas para os problemas privados de sono.

Nunca se falou tanto de sono como agora...
É verdade.

E fala-se da maneira correcta?
Às vezes sim; outras, não.


a ler a entrevista in público:

https://www.publico.pt/2017/08/17/sociedade/noticia/o-sono-pode-ficar-definitivamente-escangalhado-1782531

quem diria e vem mesmo a calhar para o meu caso...

"Quem diz palavrões é mais honesto e de confiança

Dizer palavrões pode ser usado como um escape para transmitir emoções. O vernáculo permite às pessoas expressarem sentimentos que de outra forma seriam guardados ou camuflados. Este estudo, realizado nos Estados Unidos, revela ainda que as pessoas que dizem mais palavrões são mais honestas e de confiança."

in rtp, a ligação para o vídeo está abaixo:



comentário:

f****, vem mesmo a calhar que nem ginjas pois por estas bandas as coisas não andam a correr lá muito bem, seja psicologicamente, o deixar de fumar, de saúde, financeiramente... eu sei lá, um ror de coisas a caminho de certo descontrolo... enfim.

se bem que eu seja mais de jargão, às vezes (já demasiadas) saem umas das pesadas...

um dia de cada vez é o meu presente lema, só pode...!

segunda-feira, 13 de novembro de 2017

divulgando...






- INFORMAÇÃO -
APEVT


Seminários

Provas de Aferição 2017/2018
EV e ET 5º ano


 

Caros colegas e associados,
 
O ano letivo de 2017-2018 marca uma nova experiência pedagógica no sistema educativo português, decorridos seis anos da última revisão da estrutura curricular do Ensino Básico.
Pela primeira vez, a avaliação externa em Educação Visual e Educação Tecnológica (Provas de Aferição, 5º ano de escolaridade), previstas para maio de 2018, vem enaltecer a problemática em torno da coexistência de uma diversidade de referenciais curriculares e modelos disciplinares que carecem de uma análise aprofundada para que sejam ultrapassadas as falhas no sistema, pouco abonatórias à aferição de resultados que pretendem identificar preditores de insucesso, quando se pretende que a prova de aferição seja a mesma para os vários contextos divergentes.
Neste sentido, e decorrida a reunião de trabalho entre a APEVT e a Direção de Serviços de Avaliação Externa, para apuramento dos domínios e descritores de desempenho para EV e ET, esta associação, enquanto associação científica, inicia um ciclo de seminários, a nível nacional, com o intuito de promover e garantir a autenticidade da Avaliação Aferida e dos seus resultados, tendo em atenção os seguintes pressupostos:
i) Da realização das provas de aferição deve resultar informação detalhada sobre a competência dos alunos em domínios de aprendizagem, centradas no conhecimento de conteúdos curriculares e no modo como o saber curricular é mobilizado;
ii) Que as mesmas sejam uma forma de acompanhar o desenvolvimento do currículo nas diferentes áreas e potenciem uma intervenção pedagógica atempada.
iii) Que cada prova esteja de acordo com o ano e o ciclo de escolaridade a que se destina e adequada à estrutura da área curricular em aferição.
Assim, e com o intuito de promover uma reflexão alargada em torno destas problemáticas, a APEVT convida todos os professores dos grupos de docência 240, 530 e 600 e demais interessados a participarem nos Seminários “Avaliação das aprendizagens – A flexibilização curricular/Provas de Aferição em EV e ET”.
Inscrições e participação GRATUITA.
 

Seminário Região Autónoma da Madeira

PROVAS de AFERIÇÃO - Domínios e Descritores de Desempenho para EV e ET
Dia 24 de Novembro de 2017 . 09h00 – 12h00
Escola Básica 2º e 3º ciclos Dr. Horácio Bento de Gouveia
Funchal, Madeira.

 
Seminário Região Norte
 
PROVAS de AFERIÇÃO - Domínios e Descritores de Desempenho para EV e ET
Dia 29 de Novembro de 2017 . 15h00 – 18h00
Agrupamento de Escolas Garcia de Orta, Escola Secundária Garcia de Orta
Rua de Pinho Leal 4150-620 Porto – Porto



Seminário Região Centro
Informação em breve
 


Mais informações
AQUI


INSCRIÇÕES
info@APEVT.pt



 

PLANO DE FORMAÇÃO 2017/2018
1º semestre
 



Aproveitando este momento de comunicação, vimos expor o plano de formação do Centro de Formação APEVT para este 1º semestre do ano letivo 2017/2018.
 
Objetivos de intervenção      
Caracterizada a situação da formação e as dificuldades desta área de formação e a sua especificidade, o congelamento das carreiras e a quase inexistência de professores contratados desta área a lecionar, considerando também que, embora tendo sido alargada a abrangência do plano de formação a todo o território nacional e aumentada a equipa de formadores a estagnação da procura de formação mantém-se. Assim, definiu-se como atividades prioritárias:
 
 - Concentrar a oferta em menos ações de formação, oferecidas em dois semestres, visando a convergência das inscrições dos professores apenas nessas ações evitando a sua dispersão, como aconteceu no ano transato com uma oferta diversificada.

 - Elaborar/reelaborar ações de formação em modalidade oficina e outras de média duração -15 horas, a partir de ofertas já existentes ou a elaborar.

- Divulgar disponibilidade do centro de formação para certificar ações de curta duração - 6 horas, da iniciativa das escolas, formadores e professores.

- Enviar oferta/disponibilidade de formação às escolas em pilotagem e outras com professores de contacto no âmbito do Projeto de Flexibilização Curricular visando o seu acompanhamento e recolha de dados.

- Articular a oferta de formação com a Direções Regionais da APEVT




 
Plano de Formação 1º semestre 2017/2018

 
 
Seminário
 
PROVAS de AFERIÇÃO - Domínios e Descritores de Desempenho para EV e ET
Dia 24 de Novembro de 2017 . 09h00 – 12h00
Escola Básica 2º e 3º ciclos Dr. Horácio Bento de Gouveia
Funchal, Madeira.

 
Seminário
 
PROVAS de AFERIÇÃO - Domínios e Descritores de Desempenho para EV e ET
Dia 29 de Novembro de 2017 . 15h00 – 18h00
Agrupamento de Escolas Garcia de Orta, Escola Secundária Garcia de Orta
Rua de Pinho Leal 4150-620 Porto – Porto


“O Desenho da Criança – a educação visual e a expressão
plástica na infância.
Registo nº CCPFC/ACC-88935/16
Curso de Formação - 25 horas presenciais - 1 Crédito
Destinatários: Educadores de Infância, Professores do 1º CEB e do Grupo 240
Formadora: Erika Rocha
Datas e horários:
janeiro (Sáb.) - dias 13, 20 e 27 - 09.30/13.00hrs 14.00/17.30hrs
fevereiro (Sáb.) - dia - 03 - 09.00/13.00hrs
Local: Olival Social (Quinta do Carvalho) - Olival /V. N. Gaia


“O Diário Gráfico em contexto educativo ”
Registo nº CCPFC/ACC-90351/17
Curso de Formação - 15 horas presenciais - 0,6 Crédito
Destinatários: Professores dos Grupos 240, 530 e 600
Formadora: Carla Cardoso
Datas e horários:
fevereiro (ter. e qua.) - dias 6, 7; 20, 21; 27, 28 - 17.30/20.00hrs
Local: Agrupamento de Escolas Professor Ruy Luís Gomes, Laranjeiro . Almada



“Ilustração digital: As TIC no desenvolvimento de qualidades
comunicacionais e expressivas para a prática pedagógica.”
Registo nº CCPFC/ACC-90351/17
Curso de Formação - 25 horas presenciais - 1 Crédito
Destinatários: Professores dos Grupos 240, 530, 550 e 600
Formadora: Susana Costa
Datas e horários:
fevereiro (Sáb.) - dia 24 - 09.30/13.00hrs 14.00/17.30hrs
março (Sáb.) - dias 03, 10 - 09.30/13.00hrs 14.00/17.30hrs e dia 17 09.00/13.00hrs
Local: Escola Secundária das Taipas – Guimarães



“O Desenho da Criança – a educação visual e a expressão
plástica na infância. “
Registo nº CCPFC/ACC-88935/16
Curso de Formação - 25 horas presenciais - 1 Crédito
Destinatários: Educadores de Infância, Professores do 1º CEB e do Grupo 240
Formadora: Iva Neves e Carlos Gomes
Datas e horários:
abril (Sáb.) - dias 14, 21 e 28 - 09.30/13.00hrs 14.00/17.30hrs
maio (Sáb.) - dia - 05 - 09.00/13.00hrs
Local: Agrupamento de Escolas Francisco Arruda, Calçada da Tapada, 152 Alcântara – Lisboa



“MTEP II - Materiais e Técnicas de Expressão Plástica –
objetos escultóricos”
Registo nº CCPFC/ACC-88563/16
Curso de Formação - 25 horas presenciais - 1 Crédito
Destinatários: Professores dos Grupos 240, 530 e 600
Formadora: Maria Antónia Pacheco
Datas e horários:
abril (Sáb.) - dia 14 , 21 e 28 - 09.30/13.00hrs 14.00/17.30hrs
maio (Sáb.) - dias 03, 10 - 09.30/13.00hrs
Local: Agrupamento de Escolas de São Pedro da Cova – S. Pedro da Cova, Gondomar



“Expressões D’Arte: o Português e a Expressão Plástica ”
Registo nº CCPFC/ACC-93289/17
Oficina de Formação - 30 - 15horas presenciais, 15 autónomas - 1,2 Créditos
Destinatários: Professores Pré-escolar e do 1º CEB (grupo 110)
Formadora: Carla Dimitre Dias Alves e Maria Teresa Pedroso Beirão Ferreira
Datas e horários:
dezembro (seg.) - dias 6, 7- 18.30/21.00hrs
janeiro (seg.) - dias 6, 7,14, 21- 18.30/21.00hrs
Local: Escola do Taralhão, Largo do Souto Pereira - 4420-334 Gondomar

INFORMAÇÕES
INSCRIÇÕES
info@APEVT.pt


 
 

P´Direção APEVT


Prof. Carlos Gomes

 

 
Tel/Fax: 225107244
Telemóvel: 912355500
e-mail: info@apevt.pt

quarta-feira, 8 de novembro de 2017

continuando a divulgar...

  

 
Olá, LUIZ MIGUEL MARTINS CRESPO CARVALHO
 
Se tem uma conta à ordem, é muito possível que já esteja a pagar uma comissão de manutenção de conta ao seu banco. Em média, os portugueses pagam 63,41 euros anuais por esta comissão.
 
Se tem um crédito à habitação, também é possível que já esteja a pagar uma comissão mensal ao banco, de cada vez que paga uma prestação do empréstimo. Em média, cada titular de um crédito hipotecário paga anualmente 30,12 euros por esta comissão de processamento da prestação.
 
Não reconhecemos nenhum serviço prestado pelo banco quando mantém aberta a conta do seu cliente ou quando lhe cobra aquilo que é devido num contrato de financiamento. E a lei diz que a banca só pode cobrar comissões por “serviços efetivamente prestados”.
 
Por isso, lançámos a petição “Comissões Fora”, que pretendemos ver discutida na Assembleia da República, a quem exigimos a clarificação das comissões que podem ser cobradas pelos bancos, bem como a sua proporcionalidade com o serviço realmente prestado.
 
Se também considera injustificada a cobrança destas comissões, assine a nossa petição. Não é preciso ser nosso associado para se juntar a nós nesta ação.
 
 
Comissões Fora

 
Comissões Fora